logo

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Papo de gravidez… para maridos

Por Alex Camillo

Fala, campeão! Vai ser papai pela primeira vez? Parabéns! E prepare-se… sabe aquele papo de hormônios e oscilações de humor? Pois é… é tudo verdade! É é meio que uma TPM que dura 9 meses um período delicado e emotivo de mudanças para a mulher… mas que pode sim ser curtida a dois, desde que você seja esperto e evite mal-entendidos! Vou dividir com você um pouco da minha experiência, já que passei por isso quatro vezes.
homemgravidez
Há dias que ela vai acordar super bem, chorar, rir, ficar irritada, depois chorar de novo, e depois ficar Zen… e você que acompanhe! Segue um “tradutor” que vai ajudar você a se comunicar com a dona encrenca esposa durante a gravidez e entender algumas reações que parecem malucas desproporcionais e algumas dicas.
Você Diz
Ela Entende
Está comendo por dois… Você está engordando.
Tem certeza que isso tudo é necessário? (coisas do enxoval) Não me importo e não quero gastar com o nosso filho.
O tempo não passa, né… Estou de saco cheio já.
Você fica linda grávida.
(diga assim mesmo!)
Você está gorda, mas eu te amo assim mesmo. Mas você está gorda.
Por que você está chorando? O que foi agora? Você está uma chata!
Esse horário está complicado para mim… (consulta ou ultrassom) Eu não quero ir, acho uma chatice essas consultas / exames de pré-natal.
Mas… não há risco para o bebê? Você é uma irresponsável que não sabe o que está fazendo!
Mas, será que não tem problema? (sexo na gravidez) Estou fugindo porque olhar para você enorme desse jeito é broxante desanimador.
Sentiu o drama?
Mas não se desespere, há algumas coisas que você pode fazer:
- Se informe sobre gravidez e parto, afinal seu papel é dar segurança, apoio e confiança à sua esposa.
- Ajude com as tarefas de casa (de verdade, só lavar a louça não vale), ou contrate uma diarista. Não seja um problema, traga soluções!
- Compre mais travesseiros. É comum a mulher dormir com uma pilha grande de travesseiros para se sentir mais confortável. Se não quiser ficar sem os seus, compre mais.
- Se o seu horário de trabalho permitir, vá às consultas, mas não dê muito pitaco. Se você não vai é porque não se importa, se vai e fala demais, é controlador. É aquela situação: se correr o bicho pega, se ficar o bicho come.
- Seja solidário. Se ela precisa cortar os doces, por diabetes gestacional, não vá você voltar do supermercado cheio de doces e guloseimas.
- Finja Demonstre se interessar por lembrancinhas, por quadro de porta de maternidade, e esses frufrus.
- Quanto à via de parto, a melhor postura é apoiar o que ela decidir, e se ela mudar de idéia na hora H, não vá ficar jogando na cara lembrando disso depois.
- Aceite pequenas mudanças na sua rotina sem reclamar. Dormir do outro lado da cama para ela poder levantar para fazer xixi durante a madrugada, deixar de tomar refrigerante, enfim, são incômodos pequenos perto do que ela está enfrentando para trazer ao mundo o seu bebê. Não fique resmungando!
- Faça agrados surpresa, como um lanchinho mais caprichado, um café na cama, massagem nas pernas e nos pés… mas fique ligado, não vai trazer café na cama no dia em que ela precisa ficar em jejum para um exame!
- Quanto ao sexo, não fique forçando a barra… é complicado engatar preliminares quando se está com enjôo, falta de ar, cólica, azia, refluxo, gases… ah, se esses escaparem, faça que não ouviu! Ou pelo menos, nada de ficar rindo e zuando lembrando.
- Chegou do trabalho? Nada de se isolar, indo jogar games ou assistir TV. Primeiro veja se ela precisa de alguma coisa, dê atenção, procure saber como foi o dia dela.
- Se tiver que tomar um chopp com a galera do trabalho, ligue para avisar, fique pouco tempo e volte para casa. Se você chegar tarde, trocando as pernas, enrolando a língua e com bafo de cerveja, vai arrumar sarna pra se coçar. E creia, sempre vai ter um amigo da onça que vai tirar uma foto sua abraçado com aquela colega da faculdade gostosa bonita e vai postar no facebook, te marcando na foto – estresse na certa.
- Não leve um bando de machos barulhentos e bagunceiros para assistir futebol na sua casa, principalmente sem avisar! Se quiser fazer isso, deixe-a na casa da mãe dela, depois que seus amigos forem embora limpe e arrume tudo, depois pegue-a na casa da mãe. Você vai marcar muitos pontos! Aliás, não leve visitas sem avisar nunca: conforme a gravidez avança, será difícil manter uma casa arrumada e limpa o tempo todo, e não é culpa da patroa esposa. Você corre o risco de pagar mico e estressar a sua mulher.
- Falando em mães e cobras sogras: Não se estresse batendo boca com a mãe dela. No final das contas o bebê é de vocês e as decisões também. Nesse momento, normalmente elas querem o apoio da mãe. E quanto à sua… esteja preparado para dar um “corte” carinhoso na sua mãe quando ela quiser interferir demais. Fêmeas marcam território, e na gravidez então…se você não quer se aborrecer, é bom que logo deixe claro para a sua mãe que vocês valorizam muito a experiência e as sugestões dela, mas que quem manda é sua esposa irão tomar as decisões juntos, como um casal.
- Em qualquer situação, se não souber o que fazer, esteja presente, disponível e pergunte: “O que posso fazer para ajudar?” E faça mesmo!
- Por fim, não esqueça de demonstrar o seu amor e a sua gratidão por tudo o que ela está enfrentando para que o bebê de vocês nasça bem e saudável. Mais uma vez, parabéns, e tudo de bom pra vocês e o bebê!
Para os sobreviventes veteranos, deixe também sua dica nos comentários!

10 comentários:

Liana Clara disse...

Muito obrigada Alex! Você me tirou muitas risadas que eu não estava conseguindo dar neste momento!
Como mãe e mulher acho que você exagerou um pouco, mas quem pode falar melhor é meu marido. Porém ele não usa muito a internet, assim sendo, com certeza não teremos a opinião dele, graças a Deus!! ahahahahahahah

Pat disse...

Adorei o manual de instruções de sobrevivente esperto! Imagino que pela 3ª ou 4ª gravidez o manual já esteja bem decorado e absorvido.

Parabéns pelo ótimo humor e tão bom exemplo de companheiro dedicado!
Estou curiosa para ver o desenrolar de opiniões que ainda possam vir de pais de 1ª viagem, aliviados ou apavorados, com as informações pertinentes ao "estado interessante" da esposa, rs rs rs

Abraço de uma avó ainda sem netos(mas sem perder a esperança de um dia ser)
Patricia Carol

Maria Teresa Serman disse...

Muito bom! Adorei as palavras "riscadas"!

Felipe Suppi disse...

Gostei e ri muito! Mto bom, Alex! Como pai de três assino embaixo nos pontos colocados! E acrescentaria mais uma coisa, como sugestão: aprendam a depilar (as pernas e tvz mais) e fazer as unhas dos pés (cortar, tirar os esmalte e tvz mais) da esposa, pois com o tempo será impossível para ela fzr sozinha! E vc ainda economiza com o salão! Hehehe...
Abraço!

Alex Gomes De Melo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Alex Gomes De Melo disse...

Meu compadre Alex, gostei muito dessa abordagem engraçada e ao mesmo tempo carinhosa e atenciosa, trazer uma nova vida ao mundo é, sem dúvida, a tarefa mais linda que foi dada a mulher e sem dúvida, para que essa tarefa seja plena e feliz a mulher precisa de todo amor, carinho e atenção. Você soube , com humor, e ao mesmo tempo com seriedade relatar aos pais de primeira viagem como é ser pai de verdade. É muito fácil doar somente os genes, mas ser pai é participar da gestação, dando todo amor, carinho e atenção! Muito obrigado por ter - nos brindado com um texto magnífico. Grande abraço compadre!

Alex Camillo disse...

Meu cumpadre Alex, obrigado pelas palavras. Depois do quarto filho o manual está bem decorado! hahahah Infelizmente li outro dia um comentário reclamando sobre os pais que vão as consultas do pré-natal! Eu fui a todas e hoje em dia, sou inclusive, amigo do obstetra da minha esposa.

Alex Camillo disse...

Felipe,

Ótimas dicas! Complicado quando elas dizem uma coisa, mas querem dizer outra. Por exemplo, você liga do trabalho avisando que vai tomar um chopp com a galera depois do expediente e ela libera numa boa. Quando você chega em casa ela está com aquela cara que vai te matar. Um bom indicativo que vai dar errado é quando ela responde: "você quem sabe". Essa aí significa um grande e redondo; não faça, não vá, não quero...

Já passou por uma dessas?

Abs,

Alex Camillo disse...

Liana, Pat e Maria Teresa, que bom que gostaram... rsrsrs...

Jaqueline Melo disse...

Nossa Alex, se todos os homens tivessem essa concepção que tem que maravilha seria viver! Graças ao bom Deus o meu Alex tbm teve todo esse cuidado e zelo durante as duas gravidezes que tivemos, confesso que até sinto falta de toda aquela mordomia e principalmente, das massagens... Mas ao gerar um filho o casal está em estado de graça e essa cumplicidade e compreensão do marido para com a esposa durante os longos 9 meses de tanta alegria mas tbm de tantas dores, incômodos e desconfortos, alimentam o amor do casal que passam a se respeitarem e se quererem ainda mais! Parabéns pelo texto claro, lúcido e engraçado que trata de um momento único nas nossas vidas, ainda que tenha acontecido 4, 5, 6... vezes, a gravidez é dom divino e esse amor que proporciona todo esse carinho tbm! Grande abraço compadre, vc é o cara! Hehehe...

Postar um comentário