logo

domingo, 27 de novembro de 2011

Algumas dicas para a busca de presentes de Natal

Pensando nas imensas listas de Natal que faço todos os anos, para sair em busca de presentes bons bonitos e em conta, resolvi colocar aqui algumas dicas para facilitar a vida de nós, chefes de família e trabalhadores, que dispomos de pouco tempo.

Tenho um filho, que TODO ano pede a mesma coisa, uma Ferrari, e eu já consegui dar várias , de miniaturas , de montar, de pintar e tudo o mais que achei dentro do gênero barato da marca. É uma brincadeira que ele faz comigo, e acaba me enrolando sempre, sem dar uma sugestão de fato. Para filho assim, o jeito é se colocar no lugar dele e imaginar o que gostaria de ganhar ou o que está precisando - tarefa bem complicada que demanda muito tempo. Para facilitar e agradar ao mesmo tempo, podemos criar duas listas de presentes: a dos que sugerem e os que são de fácil agrado e a outra dos difíceis, que tem tudo, ou tem um gosto ao menos “extravagante”.

Na posse das duas listas, começamos pela primeira, saindo em busca desses presentes mais fáceis e de locais determinados para comprar. Com uma rápida pesquisa na internet, podemos ter uma média de preços desses itens e dos locais onde encontrar. Evitando assim longas caminhadas e inúmeras saídas sem êxito.

Cuidado para não deixar os presentes difíceis, muito para cima da hora. Podem nos pegar cansados demais e acabar ganhando um “vale presente” – coisa nada simpática, e pouco a ver com o espírito natalino.

Uma boa dica para os difíceis é anotar as lojas que são do agrado dessas pessoas, verificando pelas etiquetas das roupas e adornos que costumam usar. E no caso de lojas muito caras, comprar algo, dentro do orçamento que tenhamos feito anteriormente para cada presenteado, talvez tendo que comprar algo bem menor do que o de outros.

No caso dos filhos, marido ou mulher, devemos sempre estipular um valor de gasto para cada um, assim ninguém pode achar que o outro foi privilegiado e ganhou algo melhor.

Outra coisa a observar, nestes anos todos como mãe de nove filhos, é que o presente coletivo nunca acaba sendo uma boa escolha. Como um vídeo game pra todos, ou um equipamento de ginástica, pois, com o passar do tempo, começam as brigas pela divisão do uso dos mesmos. Para essas coisas, o melhor é darmos o presente para a casa, assim, nós pais e mães, decidimos o uso por cada um. Às vezes um quer muito um piano, porém o outro nem gosta de música, e isso torna o presente uma grande droga, mesmo sendo caro ou valioso.

É também importante é deixar o filho desejar o presente, sonhar com ele, esperar pela data certa de receber. E que faça por onde para ganhar tal coisa.

No próximo texto daremos sugestões de presentes. Mas não esqueçam de que fazer listas com nomes de cada um, e uma coluna ao lado para colocar idéias do que dar, e outra coluna para colocar o que realmente compramos. Isso nos ajudará bastante, tanto neste ano, como no ano seguinte, para não repetirmos presentes para a mesma pessoa.

3 comentários:

Stella disse...

Fazia 2 listas separadas, uma de sugestões e outra dos presentes comprados. Gostei muito da sua versão simplificada. Bem mais eficiente!

Liana Clara disse...

Obrigada Stella. São muitos anos fazendo compras de presentes de Natal pra família toda.

Tatiane Rosa Domingues disse...

ótimas dicas, mas mesmo parecendo meio sentimental, ainda acho que um bom abraço apertado e palvras sinceras são a melhor opção!

Postar um comentário