logo

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

A Culpa é das Estrelas, de John Green. Um “must read”.


* Por Matheus Tosta
Um livro que tomou conta do mundo, do topo das listas de best-sellers e da boca do povo: “A culpa é das estrelas”, de John Green. Aliás, foi John Green quem tomou conta do mundo, com mais três livros: Quem é você, Alasca?, Will & Will – um nome, um destino e O Teorema Katherine.

untitled
Enfim, A culpa é das estrelas... livro que traz emoções a quem o lê. A narradora-personagem, Hazel Grace Lancaster, é uma adolescente de 16 anos que também é paciente de câncer (metástase pulmonar) e anda por aí com um tanque de oxigênio e uma cânula. Mesmo que não esteja deprimida, seus médicos estão convencidos disso e recomendam um grupo de apoio liderado por Patrick, ex-paciente de câncer testicular. O único com quem “conversa” (já que só trocam suspiros e olhares) é Isaac, “o único que salva o grupo”, paciente de câncer nos olhos. Um dia, Isaac leva seu melhor amigo, Augustus Waters, um rapaz de 17 anos com osteossarcoma em remissão e uma das pernas amputada. O livro segue com as aventuras e desventuras de Hazel e Augustus, apaixonados entre si. 
okay okay 
O romance entre Hazel Grace (como Augustus a chama) e “Gus” (como Hazel o chama) foi adaptado recentemente para as telonas e provoca lágrimas de alegria e tristeza em muitos. A história comovente, ao contrário do que se poderia esperar, não se centra na condição do casal, mas sim no amor incondicional entre os dois. Na verdade, é a doença o grande obstáculo da vida amorosa deles, e pode significar o destino dos mesmos. Acolhido pelos corações de milhões de jovens e pelas críticas de vários profissionais, “A culpa é das estrelas” é um livro que todos deveriam parar para ler.


*Matheus Tosta é carioca e estudante do curso técnico de Biotecnologia no IFRJ, fã da Disney e de música pop, leitor de aventuras e romances. Mantém um blog no Tumblr e adora conversar em inglês.

5 comentários:

Jaqueline Melo disse...

Caraca Matheus! Vc deveria trabalhar para algum jornal fazendo resenha crítica de filmes, algo do tipo "o bonequinho viu"! Ficou show! Adorei sua capacidade de detalhar coisas que passaram desapercebidas por mim! Eu só vi o filme, e agora fiquei com mais vontade de ler o livro! Obrigada pelo incentivo! Parabéns pelo texto!

Maite Tosta disse...

Li o livro por indicação do meu filho Matheus e adorei. O livro não é só para adolescentes, fala a nós adultos também. A personagem Hazel, por conta da doença, é bastante madura e tem um humor ácido. Vale muito a pena, não só pela história de amor, mas pela excelente caracterização, por parte do autor, do 'mix' de sentimentos do paciente de câncer terminal.

Anônimo disse...

Depois desse comentário, bem simpático, com certeza vou comprar e ler o livro.

Matheus Tosta disse...

Obrigado, Jaqueline! Leia o livro mesmo, hein! Recomendo muitíssimo. Eu também pretendo fazer outras resenhas... Vamos ver se vai dar!

R. Suppi disse...

Nossa, que texto! Mto bom! Como não começar a ler depois de uma indicação tão motivante?!?! Aguardando as próximas!!!!

Postar um comentário