logo

domingo, 19 de maio de 2013

Para sempre vencedor – um filme para toda família

Forever Strong - Elenco: Gary Cole, Sean Faris, Neal McDonough, Sean Astin, Penn Badgley.  Classificação  etária: 14 anos

Assisti ao filme na TV, e recomendo  para toda  a família. A violência que existe no filme, na maior parte é própria do Rugby (esporte), e é superada pela boa mensagem que o filme transmite aos jovens e aos pais.

Ele mostra que a vida é repleta de escolhas:  escolher  entre o melhor, mesmo que nos custe, ou simplesmente deixar passar, nos tornando fracassados. Essa mensagem é passada  quando assistimos a vida do garoto Rick, jogador de rugby que tinha como técnico do time seu pai. Ele jogava da mesma forma que vivia sua vida, sem responsabilidades e agressivamente.

O filme marca o momento em que ele vai parar na prisão devido a um acidente de trânsito, motivado pela bebida. Ali ele conhece Marcus Tate, que lhe oferece a chance de voltar a jogar no time rival do que jogava antes. Mesmo relutante, decide entrar para o time e começa a passar por uma forte rotina de treinamentos e duras normas de conduta impostas pelo novo treinador.

Nesse novo time ele aprende muitas virtudes humanas essenciais para o convívio social, como a importância de se doar pelo grupo, da união e a da amizade verdadeira. Seus novos amigos de time são fundamentais para toda essa transformação. Além disso, o filme transmite uma mensagem aos jovens, para que fiquem longe das bebidas, das drogas e do excesso de liberdade, para que se encontrem e achem seu objetivo na vida.

Rick precisará enfrentar uma grande prova de fogo ao ter que enfrentar o atual time campeão, que é treinado justamente pelo seu pai. E enfrentar seus antigos amigos libertinos e viciados.

Algo que me marcou no filme foi uma fala do instrutor que dizia que não quer um time vencedor. Ele quer construir jovens vencedores, que serão para sempre fortes. Não só no campo, mas na vida.

Muito bom para os pais meditarem também na forma como tratam os filhos. Na atenção que lhes dão e para aprenderem a não transferirem seus anseios pessoais, como  necessidade dos filhos.

5 comentários:

Stella Daudt disse...

Ótimo filme, Liana! O melhor é que o filme foi inspirado em fatos reais. O treinador do time era um verdadeiro líder, inspirando os jovens para adquirirem valores, virtudes e um sentido para a vida. Uma beleza de exemplo.

Liana Clara disse...

Também gostei muito de assistir, Stella.
Muito boa sua lembrança, "baseado em fatos reais" - esqueci de mencionar isso. Mais um ponto positivo do filme, mostrando que de fato a superação é possível.

Anônimo disse...

Otimo

Anônimo disse...

Gostei muito do filme. Rick mostra que para mudar de vida,basta acreditar que tudo é possível quando temos força de vontade.

Rodrigo Guimarães disse...

Meu Coach me pediu para assistir esse filme como exercício de fim de semana. Eu de início fiquei relutante, mas depois que comecei a assistir obtive vários ensinamentos - fora a de reconhecer a importância do Coach na minha vida.

Postar um comentário