logo

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Perguntas e Respostas: Dra Mannoun Chimelli - Adolescentes - Como educar? (Parte 13)

As perguntas estarão apenas com as iniciais dos nomes, para deixar bem a vontade nossos amigos.

Hormônio
s na adolescência

1 - A. diz: Existe algum tratamento médico pra equilibrar os hormônios na adolescencia? Devo levar minha filha a um endocrinologista para ver porque tanta variação de humor e cólicas enormes na menstruação ou é a outro especialista?

RESP: A-,boa tarde ! Gostaria de saber a idade de sua Adolescente para avaliar as variações de humor. As cólicas merecem sim, uma consulta a uma Ginecologista. Atenciosamente, Mannoun




Imaturo pra casar?
2 - M. P. diz: Dra meu filho de 23 anos quer casar e eu acho ele muito imaturo. O que me sugere fazer para convencê-lo a esperar mais um pouco. Ele é muito inteligente acabou de se formar e acha que só porque já arrumou um trabalho pode assumir uma família. Ele é muito crianção e se empolgou com esta menina que também é muito jovem. E essa é a segunda namorada dele.
RESP: Cara Sra. M.da P.,a idade não interfere muito, mas se o acha imaturo para o matrimônio, procure alguém mais velho em quem ele confie, especialmente se for da família e peça que conversem. Quem sabe ele atenderá e irá aguardar um pouco mais ? Que lhe seja mostrada a importância do trabalho, maior experiência profissional para crescer em maturidade e responsabilidade e não iniciar duas etapas tão importantes da vida - trabalho e matrimônio- simultâneamente.
Independente destas atitudes, reze. A oração dos pais é de fundamental importância em nossa vida e Deus pode tocar os corações como nenhum de nós é capaz....
Continuo a seu dispôr, Mannoun

Adolescênci
a do autista?
3 - A. diz: Dra como é a adolescência de uma criança autista? As coisas se agravam mais? O que muda no tratamento? Meu filho esta com 10 pra 11 anos e teve um diagnóstico de autismo já há algum tempo. Ele até os 4 anos não parecia ter nada e derrepente se fechou no mundo dele. É muito triste e estamos num lugar de poucos recursos. Meu marido é militar. Agradeço sua atenção Adrianna
RESP: Cara A, se seu filho tem irmãos, fica sempre mais fácil vivenciar a etapa da Adolescência, mas seus recursos serão sempre contar muito com a ajuda e presença de Deus, utilizando também o acompanhamento de profissionais especializados - psicólogo, psiquiatra, clínico, terapeuta ocupacional, fisioterapeuta - que não sei se onde moram estão ao alcance de vocês.No tratamento propriamente dito, o especialista que cuida dele irá, certamente, orientá-los.
Ele gosta de musica ? Alguém de casa toca algum instrumento ou canta ?
A mãe, sobretudo, pode ajudar muito através da Arte ! Cantar com ele ou para ele, colocar CDs de diferentes ritmos e observar o que atrai sua atenção, filmes e fitas de musicais ...
Outra atividade muito utilizada é a equitação - cavalgar com ele, ajuda´-lo a ter contato direto com o cavalo ( não qualquer um, mas um animal conhecido e manso, que geralmente percebe a pessoa que tenha dificuldades e colabora muito) ! Ele tem amigos ? Outras crianças e Adolescentes freqüentam sua casa ?
Veja, faço muitas perguntas tentando encontrar caminhos porque os autistas sempre tem uma " porta de entrada " através da qual se comunicam e a senhora já deve ter descoberto por chegar até ele.
Não será uma fase muito fácil de suas vidas mas também nada assustador porque quando e onde existe amor, as dificuldades se ultrapassam. Não se sinta triste nem desanimada - ele reflete os pais e o ambiente, portanto, anime-se, alegre-se, cante, dance ! Sejam um espelho para ele !
Fico disponível para outros contatos e através do Google, descubra a Associação dos pais de Autistas para trocar experiências. Um abraço, Mannoun

6 comentários:

Anônimo disse...

Dra o que fazer quando um filho adolescente agride o pai idoso. Meu marido já tem uma certa idade, casei tarde com ele e hoje nosso filho não o respeita e além disso é agressivo com ele sempre que o pai o repreende por atitudes erradas. Ele chegou a dar um empurrão no pai pra sair da frente dele que chegou a machucá-lo. Ele tem 17 anos e é bem forte. Nós sempre demos o melhor que pudemos a ele. Não sei o que fazer.

Welda F Silva disse...

Doutora, Eu semana passada entrei no quarto do meu filho que tem 12 anos e pareceu que ele estava se masturbando. Falei com uma amiga pediatra e ela disse que isto é normal, que faz parte do desenvolvimento do adolescente e que eu deveria pedir ao pai dele para conversar com ele.

Falei com meu marido sobre isto e ele acha que não é algo que um garoto deve fazer. Meu marido é evangélico e o pastor da igreja que ele vai disse que isto é pecado.

A senhora pode me dar alguma instrução de modo de lidar com este tema do ponto de vista de um médico? Não quero falar para ele que é pecado porque o pastor da igreja do meu marido disse e pronto.

Liana Clara disse...

Welda e anonimo, as respostas estarão no BLOG na próxima segunda. dia 28/9.

hethony disse...

PATRICIA-CUIABÁ MT
oi Drª,tenho um filho de 9 anos (ja faz 10 o mês q vem),eu vejo meu filho como imaturo uns 4 anos tipo ele tem 10 porem com atitudes de 6,ele me preocupa,pois ao contrario da minha filha que sempre foi madura demais,ela hoje tem 15. Ela alfabetizou com 4 anos e o meu filho até hoje não consegue ler,ele conhece todas as letras porem não entende o que lê. Chama a atenção o tempo todo,ele chupa o dedo,tirei a chupeta dele aos 3 anos (quando ele fez a ultima cirurgia) e ele lamenta até hoje,ainda pede a chupeta,por ele ainda até mama mamadeira,ele quer que eu dou banho,conto historia antes de dormir,brinca de luta com hominhos e carrinhos,isso acho normal mais ele fala sozinho nas brincadeiras,não fica sozinho,não dorme em quanto não vamos todos dormir,as vezes quando eu trabalho até tarde no computador ele fica dormindo no chão ao meu lado,meu marido o pai dele chama ele para sair,mais ele sempre quer ficar comigo,e eu sou bastante dura com ele,não coloco manha,corrijo ele o tempo todo,digo NÃO e cumpro.Mais ele é muito avançado para o lado sexual,tem hora que ele me sufoca,de tanto que ele chama MÃE. Nossa ele é muito infatil,isso é normal?

Anônimo disse...

PATRICIA-CUIABÁ MT
Nossa que coincidência o nome do meu filho é HENTHONY (hehehehe)

Liana Clara disse...

Patrícia, não entendi bem sobre o nome do seu filho, mas sua resposta deverá estar no blog na segunda dia 8/2/2010 - cheguei hoje de férias e só estou passando sua pergunta hoje para a Dra Mannoun. Abraços

Postar um comentário