logo

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Sua Casa - Dicas de Arquitetura e Decoração (parte 4)


Muito interessante a transformação do espaço excedente em espaço mais útil! Fico imaginando como seria fazer a "mágica" de caber o mínimo necessário para uma pessoa sozinha morar em um espaço de 35 m2, na pior das hipóteses(na melhor, acredito que uns 45m2).
Sem ser "loft", pela dificuldade de subir e descer escadas, haveria como caber nesse pequeno espaço, uma cama(sem ser sofá-cama para não ter que abrir e fechar todas as noites)mais uma micro-cozinha, micro banheiro e tanque com varal pequeno em cima,com ventilação para secar roupas lavadas à mão? Ah! Claro, também um armário que coubesse TUDO: roupas,lençóis, toalhas, materiais de limpeza, táboa de passar roupas e um cantinho com "cara de mesa de jantar" com 2 cadeiras apenas? Às vezes é bom sonhar, pois alguns sonhos são possíveis de se concretizar! Qualquer idéia nessa área seria de grande ajuda para uma mudança de imóvel maior para um bem menor.Abraço,Patricia
Prezada Patrícia,

Para atender ao seu pedido, apresentamos um projeto desenvolvido para um pequeno apartamento de 37m2.

O espaço em que trabalhamos consistia em uma grande sala (que receberia a divisão sutil para demarcar a área de dormitório), uma cozinha e um banheiro, ambos com dimensões bastante razoáveis e bem iluminados e ventilados naturalmente, e finalmente uma pequena área de serviço.

Basicamente foram definidos três ambientes distintos, porém integrados visualmente: área de estar, área de jantar (refeições mais pausadas) e área de descanso. Um elemento forte no projeto é a estante vazada que divide os ambientes sem comprometer iluminação e ventilação naturais. Pela sua altura (dois metros) e alguns objetos estrategicamente dispostos, além da divisão, contribui com uma decoração moderna e leve.

A área de estar é composta por um sofá de dois lugares (modelo sofá-cama, para possibilitar receber um hóspede familiar), uma mesa que serve de rack para a tv e os aparelhos necessários e uma poltrona. Já a área de jantar – uma mesa com quatro cadeiras, para o caso de convidados – poderá servir de home office quando necessário; ela está localizada em frente ao hall de acesso a cozinha.

Para o dormitório, se pensou em evitar que a cabeceira da cama estivesse voltada para a mesma parede da janela (evitando assim possíveis correntes de ar). Faz parte do projeto realizar um complemento em marcenaria na estante vazada de modo que a cama tenha cabeceira em harmonia com a modulação da estante; ao lado da cama está uma pequena mesa de apoio.

Um grande armário que ocupa quase toda a extensão do dormitório é o grande amigo do morador deste pequeno apartamento: além das roupas, graças a divisão previamente planejada, o armário ordena todas os demais elementos que são utilizados na casa: roupas de cama, de banho, etc.

As cores neutras (crú, off white, camurça...) e o branco estão presentes em muitos elementos para deixar os ambientes claros e alegres. Um detalhe que merece atenção especial é a iluminação: além de alguns pontos de luz direta no forro, o ambiente acolhedor será garantido com muitas fontes de luz de vindas de luminárias de mesa ou piso. A decoração completa deve considerar ainda tapetes, quadros, espelho, cortinas ou persianas e objetos que fazem parte da história e gosto do morador. Um bom profissional de arquitetura ou design de interiores poderá certamente ajudar a encontrar as solução mais adequadas ao espaço real e ao gosto pessoal do futuro morador.

Esperamos que esta breve matéria proporcione ideias e boas disposições para uma alegre mudança para uma casa nova menor, porém mais jovem, bonita.
 
Atenciosamente,
 
Arq. Christian Michael Seegerer






4 comentários:

Gabriely Cruvinel Carneiro disse...

Recentemente, meu marido e eu descobrimos a opção de dry wall nas construções de casa. Vimos algumas vantagens (preço, tempo de construção, facilidade de remodelagem dos cômodos). Mas temos ainda algumas dúvidas... A cidade onde moramos é quente o ano todo (e chove intensamente durante 4 meses)! E o conforto térmico desse tipo de construção? Nesse sentido, a construção de alvenaria é melhor? Não haveria problema de infiltração nas paredes externas por causa da chuva?
Seria mais vantajoso as paredes externas serem de alvenaria e somente as internas de gesso?
Quais são as principais reclamações de quem opta pelo dry wall?
Muito obrigada pela atenção!

Patricia disse...

Prezado senhor Christian,
Inacreditável essa planta! Linda, prática, confortabilíssima, atendendo a TUDINHO que eu imaginava! MUITÍSSIMO OBRIGADA! O melhor ainda pra mim, é que tenho várias peças de mobília das quais gosto muito, de boa qualidade, que poderei aproveitar utilizando-as na mesma disposição das que foram colocadas na planta.
Agora estou acreditando mais ainda que não precisamos desistir dos sonhos que parecem impossíveis, pois a imaginação e vontade humanas não tem limites. Claro que ajuda MUITO ter essa orientação completíssima e PERFEITA pra realizar o nosso "sonho quase impossível".

Receba meu abraço agradecido de coração,
Patricia Carol Dwyer

Liana Clara disse...

Gabriely sua resposta estará no blog, na próxima terça feira, dia 25/9. Peço que aguarde até lá.

Liana Clara disse...

Gaby , houve um pequeno atraso nas postagens , mas prometo que na próxima semana teremos sua resposta sobre arquitetura e decoração, bjs

Postar um comentário