logo

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

PARATY uma visão linda do passado.

Hoje dia 16/9 • Dia Internacional para a Preservação da Camada de Ozônio
Vamos aproveitar e curtir um passeio a Parati onde a preservação é assunto sério!


Texto de Stella Daudth

Paraty é programa para toda família. As casas coloniais do preservado centro histórico são uma viagem ao passado. Para que seja segura, lembre de usar sapatos confortáveis. As pedras do calçamento pedem um tênis bem confortável. A cidade conta com programação atraente o ano inteiro. Como é fundo de baía, quem quiser ir à praia deve buscar os vilarejos próximos, como Trindade, onde ainda é possível praticar surf. Confira o horário de visita das Igrejas. A Igreja de Nossa Senhora do Rosário é singela e linda. Foi construída para uso dos escravos. Renata, a encarregada das entradas, gosta de enriquecer a visita com trilha sonora de canto gregoriano. Muito apropriado.

Há bons restaurantes (Hiltinho e Punto Divino, por exemplo) e a imperdível sorveteria Miracolo. Além das delícias geladas, você pode escolher crepes, refeições ou sanduíches. Passagem diária obrigatória. Fica perto da Igreja de Nossa Senhora dos Remédios, na Praça da Matriz, onde costumam ocorrer os eventos na cidade.

Pousadas há para todos os orçamentos. Na beira do rio Perequê-Açu é possível tratar passeios de barco pelas praias e ilhas, a partir de R$ 50,00. Os hotéis também dão indicações. Ficamos na "Pousada do Príncipe", na rua de entrada. Com muros altos, voltada para um jardim interno, mantém isolado o barulho de carros. Logo adiante, na entrada do centro histórico, há um posto de Informações bem abastecido de mapas e folhetos. A sensação de segurança em Paraty é tal que circulamos com a câmera pendurada no pescoço e voltamos com ela para o hotel.

Como a cidade favorece os eventos, é bom reservar as pousadas com antecedência, na época dos mais concorridos, como a FLIP.

Calendário Cultural de Paraty - 2009:

JANEIRO Paraty Cultural e Folia de Reis
FEVEREIRO Carnaval, Bloco da Lama e Aniversário de Paraty
ABRIL Semana Santa, Procissão do Fogaréu, Festival de Frutos do mar
MAIO Festa do Divino Espírito Santo
JUNHO Corpus Christi, Festival do Camarão (Ilha do Araujo), Festival do Camarão (Praia Grande), VI Dança Paraty, Festa de São Pedro e São Paulo
JULHO Festa de S. Pedro e S. Paulo, Procissão Marítima de S. Pedro, FLIP (Festa Literária Internacional de Paraty), Festa de Santa Rita, Encontro de Redatores e Publicitários
AGOSTO Encontro de Redatores e Publicitários, Festival de Música de Tarituba, Encontro Cultural de Caiçara, Festival da Pinga, Semana Caminho do Ouro, Festa de Nossa Senhora dos Remédios
SETEMBRO Festa de Nossa Senhora dos Remédios (01 a 09), V Paraty em Foco - Festival Internacional de Fotografia (23 a 27)
OUTUBRO III Oficinas de Idéias Celebrai Jesus é Paraty (01 a 04), II Festival Internacional de Cinema de Paraty (09 a 12), YMAGUARÉ - Mitos e Lendas Indígenas (09 a 11)
NOVEMBRO Festa de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito (06 a 15), VII Festival da Primavera (18 a 21), XI Encontro da Cultura Negra (20 a 22), I Festival da Gastronomia Caiçara (26 a 29)
DEZEMBRO Abertura do Natal (dia 15), Reveillon (dia 31)

8 comentários:

Maite Tosta disse...

Eu já tinha vontade de conhecer Paraty, agora definitivamente entrou na minha lista !!

Liana Clara disse...

Maite Paraty é realmente bucólica. Tirei essa do fundo do baú, mas é assim que eu defino esta cidade. Muito rica de história e romantismo.

Stella Halley disse...

Sempre vale a pena voltar a Paraty. Minha única decepção foi com o tal "Casadinho": 2 camarões enormes, chamados vergé, unidos por uma farofa de camarões pequenos. Prato para dois. Ficamos os dois igualmente decepcionados...

Em compensação, o estrogonofe e o Melão recheado de camarões do restaurante do Hiltinho estavam deliciosos. Volto lá! ;-)

Liana Clara disse...

Stella depois desta sua dica, quando for a Paraty, vou preferir as outras opções. Adoro camarão!! E não gostaria de perdê-lo num mau prato.
Já fiquei com água na boca!!

Anônimo disse...

Qual negócio seria interessante em Paraty e como é morar lá?

Obrigada,

Daniela.

Liana Clara disse...

Daniela infelizmente não tenho uma resposta para você. Estive em Parati uns meses atrás, mas pouco conheço das atividades de lá.
Pedirei a Stella que dê alguma sugestão, caso tenha idéia.
Volte a nos visitar e entre neste mesmo tópico. Abraços

Stella Halley disse...

Daniela, Paraty vive do turismo. Artesanato bonito e com bom preço, bares e restaurantes jeitosos devem ter público, pelo menos nas férias e finais de semana. Uma loja de sucos, água de côco e sanduíche caía bem! A Prefeitura faz um bom calendário de festas para o ano todo. Depende das habilidades de cada um.

Anos atrás um fotógrafo tirou nosso retrato com roupa de época. Nos divertimos e ficou ótimo o resultado. Desta vez não o encontramos.

Sinto que a cidade ganharia mais seguindo o "padrão Búzios" de qualidade na seleção de lpjas. Senti falta de lembranças bonitinhas para levar para a família, que se encontram em outras cidades turísticas do Rio.

A Natureza e as construções da parte histórica são LINDAS; a cidade tem segurança eficiente, igrejas, locadora de filmes e hospital. Para mim isso basta. E para você? ;-)

Se puder ajudar em outra coisa, é só escrever.
Um abraço,
stella

JOÃO disse...

PARATY TEM UMA ENERGIA QUE NÃO SE ENCONTRA EM NENHUM OUTRO LUGAR, PENA OS POLITÍCOS NÃO SE DAREM CONTA DISSO, E NÃO FISCALIZAR DONOS DE CACHORROS QUE SUJAM O CENTRO HISTÓRICO, FAZENDO-OS LIMPAR NA HORA. MAS MESMO ASSIM VALE MUITO A PENA VISITAR ESSA BELEZA NATURAL E HISTÓRICA.

Postar um comentário