logo

sexta-feira, 10 de julho de 2015

Criança de férias – criatividade e variedade em ação

Por Raquel Suppi

Se nós procuramos fazer programas diferentes em família, ao longo do ano, imagina só quando as crianças entram de férias! Aí precisamos caprichar ainda mais na diversidade! E diversificar não significa fazer apenas passeios caros ou que envolvam gastos. Mas criar uma rotina de férias, cheia de variedade, que pode estar recheada de brincadeiras diferentes e talvez algumas saídas para conhecer novos locais, por exemplo.

Às vezes os pais não conseguem tirar férias no mesmo período dos filhos e, ainda que sim, nem sempre a família tem condições de fazer aquela viagem dos sonhos. Não importa! A folga pode ser divertida de todo jeito, seja em casa, com viagens longas, curtas ou simplesmente passando um dia fora, em uma praia, serra ou cidade vizinha; basta um pouco de organização, empenho, criatividade e boa vontade!

Manter uma agenda criativa faz um bem enorme para todos! Afinal, não podemos esperar que as crianças fiquem felizes, satisfeitas e quietinhas o dia inteiro, durante semanas! Elas vão acabar “surtando”, e nós também (risos)! Por isso, variar sempre: com brincadeiras dentro e fora de casa, rodízios de joguinhos, arte (pintura, massinhas de modelar, recortar, colar), banho de piscina, TV, historinhas e por aí vai. Sem deixar de levar em conta a faixa etária e os gostos pessoais dos filhos, pois o que distrai um, pode não interessar a outro. Recentemente, montamos uma barraca – há tempos guardada –, em um dos quartos. Foi a grande atração do dia, para os três! Levaram brinquedos, almofadas e fizeram um grande e divertido revezamento de brincadeiras, lá dentro!

É sempre bom ficar de olho nas programações infantis da cidade. Geralmente, nos meses de férias, surge muita coisa legal – e acessível –, como: exposição, teatro, circo, oficinas etc.

Ir ao shopping, colônia de férias, parques (temáticos, de diversão), plays etc., são sempre boas opções, mas pode levar o nosso bolso à falência rapidinho (risos)! Então, para compensar, nada melhor que fazer passeios ao ar livre – que também são ótimos! Parques, praças, praias... Além de simples e baratos (grátis, na maioria dos casos), são programas saudáveis e a criançada adora e se diverte de montão, sem precisar de muitos acessórios! Andar de bicicleta – ou à cavalo – em família, é muito gostoso! Aliás, um dos grandes atrativos de férias pode ser o de alcançar uma meta importante para a criança! Por exemplo: aprender a nadar, andar de bicicleta, sem o auxílio das rodinhas, ou mesmo completar um álbum de figurinhas! Aqui, nós estamos fazendo isso e a empolgação está nas alturas!

Outra coisa legal de se fazer, é combinar de visitar pessoas queridas e que se dão bem com os nossos filhos. Os meus amam quando vamos à casa dos tios, padrinhos, primos, amigos e quando passam o dia ou uma tarde com os avós, por exemplo. Só não vale aparecer de surpresa ou ser inconveniente e abusivo! É sempre bom e educado ligar antes e oferecer algo para levar. Ah! Receber visita também conta! Esses pequenos encontros podem ser maravilhosos! Não só deixam as crianças (e as pessoas grandes) entretidas e contentes, como estreitam os laços.

Cineminha em casa também é uma ótima pedida! Mas tem que ser realmente bacana! Escolher um filme inédito ou que as crianças gostem muito, ter rodada de pipoca, brigadeiro na panela, suco, refri... E fica ainda mais legal quando a gente marca o dia, a hora e o local do “evento”! Tipo: hoje à noite, depois do jantar, às 20h, vai ter cinema na sala, com toda a família! Esses anúncios fazem sucesso, por aqui! A gente se arruma e as crianças encaram mesmo como um “programa diferente”! 

Nem preciso dizer que ir ao cinema “de verdade” também é sucesso, né?! Dificilmente dá para ir com frequência, até porque nem sempre tem uma variedade boa de filme para os pequenos, além de não ser um passeio barato, dependendo do tamanho da família. Mas, com organização, dá para a gente incluir essa programação na agenda das férias. Esta semana, por exemplo, assistimos “Minions”, que os meus adoram! Escolhemos um dia promocional e fomos, os cinco! Super valeu a pena! Nós rimos e nos divertimos muito! E nem ficou pesado para o bolso!

Enfim, opções não faltam para incrementar as férias da criançada! Peguem a agenda e tracem planos que combinem com a sua família e que agradem – especialmente – os filhos. Mesmo que forem ficar em casa quase todos os dias, não precisa ser monótono e chato para ninguém! Pode ser uma boa oportunidade para os pais redescobrirem o quanto são divertidos! E para os filhos perceberem que o melhor e o mais importante  é estarem juntos!

2 comentários:

Pat disse...

Raquel,

Se precisarem de mais uma "criança" é só me chamar, tá? KKKKKKK
Eu adorava essas atividades todas que você "reviveu na minha lembrança"! "E perna de pau", alguém tem aí? É o maior barato sair andando com aquela altura dos palhaços gigantes...qualquer carpinteiro pode fazer! 2 pedaços de pau bem rígidos, da altura que quisermos, e com o calço pra criança se apoiar, nem fica tão mais alto... Só tem que ter uns "aninhos extra", como 5 ou seis, pra poder manter o equilíbrio, como na época de tirar as rodinhas da bicicleta.

Parabéns pela imaginação inesgotável de vocês!
Abração,
PAT FELIZ

Jaqueline Melo disse...

Raquel, uma mãe sempre será mãe, mas os filhos só serão crianças numa fase da vida e devemos saber aproveitar cada pedacinho da vida deles! E nada melhor do que brincar! Ótimas dicas!

Postar um comentário