logo

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Nossa vida com três!

Na época de solteira, eu não sabia, não tinha tempo – ou achava que não – nem interesse em aprender a cozinhar, lavar roupa, cuidar de uma casa. Só precisava me preocupar em conciliar o trabalho com o estudo e o namoro! Mesmo assim, ainda conseguia deixar algo por fazer. Então, de repente, me vi casada, morando fora, longe da família e totalmente leiga no quesito “administração do lar”. Foi quando comecei a constatar de fato, que o tal provérbio era mesmo verdade: “A vida é uma escola, enquanto vivemos, aprendemos”.

Nunca imaginei que um dia conseguiria lidar pessoalmente com os afazeres domésticos sem enlouquecer! Não foi fácil entrar no ritmo. Por diversas vezes, deixei as coisas acumularem e o caos se instalar! Contudo, no meio da adaptação (no primeiro ano de casamento), decidimos que era hora de sermos pais. Lembro que, grávida do nosso primogênito André, a alegria e o amor se misturavam ao medo de não conseguir dar conta de tudo. Se já era complicado antes, imagine agora, com um filho?! Mas a chegada do nosso primeiro príncipe marcou o início de uma mudança incrivelmente melhor em nossas vidas!

Comecei a me questionar sobre o que eu fazia com o meu tempo antes de ser mãe. Agora, o dia parecia ter mais de 24h, porque dificilmente deixava algo para depois. E o mesmo aconteceu em relação à nossa situação financeira. Antes, vivíamos no limite, com o orçamento bem apertado. Depois, como um milagre, tudo ficou mais equilibrado. Percebemos que dávamos importância a muitas coisas supérfluas, que facilmente conseguimos descartar.

A chegada do Pedro, o nosso segundinho, além de euforia, também trouxe algumas inseguranças. Estávamos de volta ao Brasil e nos mudando para um apê grande – depois de quase dois anos morando na casa dos meus pais. Voltar a ser dona de casa não seria fácil, principalmente agora, com dois filhos. Seríamos capazes de amar e cuidar com o mesmo zelo de duas pessoazinhas tão dependentes de nós? E quanto aos gastos a mais? Finalmente, o nosso pequeno príncipe nasceu e descobrimos que o amor de pai e mãe é ilimitado! Assim, rapidamente, a nossa vida se ajustou!

Aí, veio a Clara, nossa bonequinha! A gestação em si já foi bastante cansativa! Externamente, tivemos muitas mudanças desafiantes, também: mudamos novamente de casa; Felipe, meu esposo, assumiu novas responsabilidades no trabalho, passando menos tempo em casa; a diarista, que vinha duas vezes na semana, deixou de vir (e não conseguimos uma substituta que durasse); o André voltou a ter problemas de adaptação no Colégio e o Pedro, com pouco mais um ano, revelou-se um arteiro de primeira – e quase indomável! Sem contar as travessuras do Bingo, nosso cachorrinho! Foi nesse cenário aparentemente conturbado e inadequado, que a nossa princesa chegou. E agora? Outro milagre! O que parecia improvável aconteceu: tudo entrou nos eixos e a vida ficou mais simples de levar! A começar pelo surgimento de um novo emprego para o Felipe – melhor em vários aspectos –, que voltou a estar mais presente em casa.

Hoje, nossa rotina é corrida, animada, prática e bem mais fácil de lidar!! Como tudo o que é bom, dá um trabalhão, mas super vale a pena! A chegada de cada um dos nossos três filhos nos tornou mais disciplinados, organizados, comprometidos e conscientes do que realmente é essencial e indispensável em nossa vida! Não damos chance para a ociosidade. Com eles, descobrimos que não temos tempo a perder, só a ganhar! Pelo andar da carruagem, se Deus nos der a graça do quarto filho, provavelmente vamos tirar de letra!
Raquel Suppi - é bacharel em Jornalismo, escritora, blogueira e dona de casa em Fortaleza/CE. Casada com um gaúcho e mãe de dois príncipes e uma princesinha, é Católica e membro da Comunidade Católica Shalom. Gosta de tomar chimarrão com o esposo, brincar com os filhos, ler, escrever, ver filme e viajar em família.

3 comentários:

Pat disse...

Lindíssimo depoimento! Que ânimo imenso pode ter passado adiante de CONFIANÇA NA PROVIDÊNCIA DIVINA!
Parabéns à família corajosa e FELIZ!

Felipe Suppi disse...

Confirmo cada palavra da minha esposa! É mto gratificante e chego a me emocionar lendo um pouco da história da nossa família. Somos mto abençoados! Obrigado por fzr tão bem a sua parte como esposa e mãe, e me ajudar a cumprir o que me compete. Te amo! E venha o quarto (ou o sexto, pois temos dois no Céu) e qtos mais filhos Deus desejar nos dar!

Jaqueline Melo disse...

Q linda história de amor! Q maravilha de Deus podermos ser testemunhas de q a vivência do sacramento do matrimônio fiel ao Nosso Deus e aos esposos traz essa alegria santa q nos faz abandonar nas mãos de Deus e nós abrir aos seus ensinamentos! Deus seja louvado pelo dom da vida de vcs e de seus filhotes lindos! Deus abençoe essa família q mora no coração do Senhor!

Postar um comentário