logo

terça-feira, 16 de setembro de 2014

Mãe de Menina: “Eu quero!”– Freiando o consumismo

Por Maite Tosta

Quem tem menina em casa sabe como o consumismo delas “aparece” desde cedo… São tantos brinquedos e produtos licenciados de personagens de desenhos animados, não se pode ter todos… mas elas vão tentar! 

Toda vez que entram os comerciais no Discovery Kids, eu já sei que a minha menina mais velha vai dizer: “mãe, eu não tenho isso ainda!”… “mãe, compra isso para mim?”… “mãe, eu quero!”.

Neneca
No início eu caí na besteira de fazer um discurso convicto contra o consumismo, sob o olhar curioso de alguém que nada entendeu do que eu disse, só entendeu “acho que a mamãe ficou muito brava”. Então percebi que com ela eu precisava usar outra estratégia.

Toda vez que ela pede algo que vê na TV, eu digo, “me fala o nome direitinho para eu anotar e não esquecer”. Até dias atrás a lista era a seguinte:

- Todas as bonecas (sim, TODAS) da coleção “Ever After High” (até parece né);

- A Barbie (sempre ela!) vestida de noiva; 
  barbienoiva
- O Diário Secreto Eletrônico Monster High (só sabe escrever o nome! rsrsrs);

-Todas as bonecas (pois é) da coleção Equestria Girls;

- Doceria Mágica PlayDoh (massinha e assessórios)…e a lista aumenta todos os dias!

Maria Esther completará 5 anos em outubro (22/10). Ela veio me comunicar que quer outra festa com tema da Barbie.

“- Mas Barbie já foi ano passado, filha, não quer algo diferente? Novo?

- Não, mãe, eu gosto muito da Barbie e quero ela de novo (mamãe deu pulos de alegria porque não vou precisar comprar nada, já tenho tudo do ano passado).

- E de presente, filha? Mamãe quer comprar um presente para você, mas não sei o que comprar da lista… é muita coisa e mamãe não tem dinheiro para comprar tudo. O que você gosta mais aqui da lista? Vou ler a lista para você… (repeti os itens)… e aí? Das bonecas, também você tem que escolher uma, não dá para ser todas…

- O diário da Monster High não precisa comprar agora não, mãe, só quando eu escrever, a professora falou que ano que vem eu vou ler e escrever tudo!
  monster-high-diario-eletronico-bbr25-mattel-1-45
- OK, e então, qual desses você vai querer?

- Hum… eu acho que vou querer a Barbie… posso pensar?

- Pode, mas avisa a mamãe o que você escolheu para a mamãe comprar, tá?”

(…) dois dias depois

“- Mãe, meu aniversário tá perto ou longe?

- Falta um mês, mais ou menos…

- um mês é muito?

- um mês é ficar dia e depois noite, tipo, você dormir e acordar, trinta vezes. Dentro de um mês, passa quatro, às vezes cinco domingos, quatro, cinco Missas. Entendeu?

- ah…!… então dá tempo de eu pensar bastante no meu presente!”

Ontem mesmo estava ela discutindo com o irmão mais velho os “prós” e “contras” dos itens da lista. Estava compenetrada! Vamos ver qual será o item que vai escolher. Eu aposto na Barbie!

Seja qual for o brinquedo que ela decidir pedir, ela estará aprendendo a não comprar por impulso, a pensar suas escolhas. E você? Tem uma ou mais princesas em casa? Como você vem lidando com o consumismo?

4 comentários:

Jaqueline Melo disse...

Legal! A pequena Esther é uma graça! Uma inteligência e uma esperteza surpreendentesma mini-mocinha! Quem conhece não se surpreende com os inúmeros argumentos dela! Hehehe... Vc usou uma ótima maneira de tolir o consumismo dela sem q ela caia no desespero! Eu sempre falava isso! "Ju, assim q virar o mês, eu compro..." E ela acabava se esquecendo (ao menos temporariamente)

Renata Espíndola disse...

Não tem como não amar a minha afilhada... Só minhaaaaa! (Ok, brotou uma carência egoísta e ciumenta aqui). Obrigada por compartilhar, comadre, pois já sei o que dar de presente de aniversário... Hahahahahaha!!!

Raquel Suppi disse...

Mto bom, Maitê! Adorei a dica da listinha! Vou fazer o mesmo em casa! Aqui eu tenho um garotinho de 5 anos (sim! Mania de qrer tdo não é só menina que tem. Rsrsrs) que quer tdos os bonecos de super heróis, de tdos os tamanhos e coleção; diversos tipos de lego; tdos os imaginext que passa na TV, sem contar video game e um tablet só pra ele! Agora, está indeciso em relaçao ao presente do dia das crianças.

Raquel Suppi disse...

E vamos freiando esses pequenos consumistas e desligando o "botão do quero-quero", como dizia a minha mãe! Força e firmeza! Bjos

Postar um comentário