logo

domingo, 14 de março de 2010

Eu te odeio mãe!

É muito triste uma filha dizer algo tão duro a uma mãe.
Eu imagino que mãe não seria esta para ouvir tal desabafo: Uma mãe omissa, que nunca passou uma noite em claro ao lado desta filha, que nunca cuidou de seus machucados, nunca deu um beijinho pra sarar, e com certeza nunca levou esta filha dia após dia a escola e nunca se preocupou com as notas que vai tirando ou nem ligava para as amigas com quem a filha saísse. Mas se assim não foi, onde esta o amor que a filha devia ter pela mãe?

O sentimento de ódio, arrepia, causa angustia no mais íntimo de uma mãe. E um filho quando chega a odiar uma mãe, deve ter uma razão muito forte, uma repulsa muito grande por este ser que a gerou, que passou 9 meses unidas ao estremo.

Queiramos nós nunca ouvir uma frase como esta, e se ouvirmos, por algum desabafo infantil ou injusto, não carreguemos esta dor por muito tempo no coração. Porque uma dor de ser odiada mata, mina a alma e faz adoecer, mínguam os sentimentos mais profundos e deixam cicatrizes enormes.Podemos ouvir de qualquer pessoa um “eu te odeio!” Menos de um filho ou filha.

A leitura do ponto abaixo traz grande alento a um coração atribulado pela dor:

4 - Via Sacra - São Josemaria Escrivá

"Acabava Jesus de se levantar da primeira queda, quando encontra sua Mãe Santíssima, junto do caminho por onde Ele passa. Com imenso amor, Maria olha para Jesus, e Jesus olha para sua Mãe; os olhos de ambos se encontram, e cada coração derrama no outro a sua própria dor. A alma de Maria fica submersa em amargura, na amargura de Jesus Cristo. Â vós que passais pelo caminho, olhai e vede se há dor comparável à minha dor! (Lam 1, 12).......

Na obscura soledade da Paixão, Nossa Senhora oferece a seu Filho um bálsamo de ternura, de união, de fidelidade; um sim à Vontade divina. ..........

1. Que homem não choraria ao ver a Mãe de Cristo em tão atroz suplício?
Seu Filho ferido... E nós longe, covardes, resistindo à Vontade divina. Minha Mãe e Senhora, ensina-me a pronunciar um sim que, como o teu, se identifique com o clamor de Jesus perante seu Pai: Non mea voluntas... (Lc 22, 42): não se faça a minha vontade, mas a de Deus.

2. Quanta miséria! Quantas ofensas! As minhas, as tuas, as da humanidade inteira....... Para nos purificar dessa podridão, Jesus quis humilhar-se e tomar a forma de servo (cfr. Filip 2, 7), encarnando-se nas entranhas sem mácula de Nossa Senhora, sua Mãe, e Mãe tua e minha. Passou trinta anos de obscuridade, trabalhando como outro qualquer, junto de José. Pregou. Fez milagres... E nós Lhe pagamos com uma Cruz.

Precisas de mais motivos para a contrição?

3. Jesus esperou por esse encontro com sua Mãe. Quantas recordações de infância! Belém, o longínquo Egito, a aldeia de Nazaré. Agora também a quer junto de Si, no Calvário.
Precisamos dEla!... Na escuridão da noite, quando uma criancinha tem medo, grita: Mamãe! Assim tenho eu de clamar muitas vezes com o coração: Mãe! Mamãe! Não me largues.

4. Até chegarmos ao abandono, há um pouquinho de caminho a percorrer. Se ainda não o conseguiste, não te aflijas: continua a esforçar-te. Chegará o dia em que não verás outro caminho senão Ele — Jesus — , sua Mãe Santíssima, e os meios sobrenaturais que o Mestre nos deixou.

5. Se formos almas de fé, daremos aos acontecimentos desta terra uma importância muito relativa, como a deram os santos... O Senhor e sua Mãe não nos abandonam e, sempre que for necessário, far-se-ão presentes para encher de paz e de segurança o coração dos seus."

33 comentários:

Anônimo disse...

minha mãe é uma chata,uma idiota que n deicha eu dormir no meu quarto quer que eu seja vigia da minha vo!

Liana Clara disse...

É uma pena que você anomima, não consiga ver a vida além do seu próprio umbigo. Com certeza sua mãe deve ser de fato muito boba, por ter deixado crescer uma filha tão egoísta e mimada que agora se revolta contra o fato de ter uma avó para olhar. Seria uma ótima oportunidade de você dar carinho a esta senhora idosa e ver além de você mesma.
Desculpe-me se não sou tão permissiva quanto sua mãe. Mas pelo visto sua mãe não teve muito sucesso com sua educação.

Liana Clara disse...

Anonima, eu vi que você é de Minas, cidade de Contagem, tenho certeza de que a mãe mineira é muito carinhosa e acolhedora, faça um exame na sua consciência e veja se você não pode ser um pouquinho mais carinhosa com sua mãe neste momento difícil que estão passando.
Pode vir ao BLOG sempre que quiser, mas evite xingamentos, por favor.

Maria Teresa Serman disse...

Espero que a "anônima" seja uma mocinha, bem jovem, que haja tempo de amadurecer.Um dia você vai ser uma senhora, como sua avó. Peço a Deus que tenha netos mais carinhosos do que você, minha jovem. Aproveite a sabedoria de vida que a vovó pode lhe transmitir nesse tempo. Deve aproveitar para estudar também, e consultar o dicionário, para não cometer um erro tão desagradável como
escrever "deicha"(argh!). O certo é deixa, querida. Leia mais, talvez contos da literatura brasileira; o livro de Orígenes Lessa, "O feijão e o sonho", ou crônicas de Rubem Braga.Vai ver que tudo melhorará, inclusive seu português. Um abraço

Anônimo disse...

Olá, realmente é muito trsite dizer uma frase tão forte assim, ms posso dizer que se um dia já odiei minha mãe hoje só tenho pena, meus esforços para ter o amor dela foram em vão, nunca fui nada para ela, só um saco de pancadas, era forçada a ouvir todos os dias que o erro dela foi o de não ter matado a mim e aos meus irmãos quando teve chance, ela chegou a comprar veneno para colocar no leite quando eu era criança, mas jogou fora, mas se arrependeu nos 20 anos seguinte, pois eu só dava despeza (mesmo trabalhando e dando dinheiro à ela), não fazia nada (mesmo limpando a casa e cuidando dos meus irmãos mais novos enquanto ela ficava assistindo novela), mesmo quando ela bebia e eu segurava a cabeça dela enquanto ela vomitava no quarto todo... mesmo assim, tento apagar essas marcas que ela deixou na minha vida, mas é impossível,para quem não acredita que é possível tanta maldade comos próprios filhos fica aí a minha história, para que os futuros pais percebam que se uma criança se torna um adulto frustrado é somente culpa de pais sem caráter e sem moral, que não sabem de nada da vida.

...

Liana Clara disse...

Anônimo realçmente seu caso é muito triste e com certeza você esta tomando a melhor decisão de apenas sentir pena, mas o melhor ainda seria perdoar totalmente, para poder, a partir daí, sentir-se melhor e seguir sua vida sem mágoas.

Mas o que observamos hoje, nos filhos da classe média principalmente, são por coisas muito pequenas, como a mãe não deixar ir pro baile com as amigas, ou acampar com o namorado e daí já concluem que odeiam suas mães.

São destes filhos que estavamos falando aqui. Conheço alguns casos assim e são deploráveis.

Anônimo disse...

Minha mae mi odeia,por eu nao ter meu pai presente cmg mas a culpa e dela mesma,hj ela fica mi culpando de tudo e isso doi ,eu cheguei a fala a ela qui eu a odeio,pois acho q ela tmbmi odeia,ela nao mi bate,mas so as palavras qui ela mi diz e pior qui si ela metesse a mao na minha cara sab...eu preferia qui ela mi batesse doque as palavras qui ela mi diz...ela mi culpa por tudo qui da errado na vida dela .eu penso ate em mi mata acho que essa vai ser minha ultima saida.

Liana Clara disse...

Cara anônima, não sei qual é a sua idade, e nem as razões da sua mãe tratá-la desta forma que você conta. Assim sendo é muito difícil de se opinar em causa alheia.
Porém, a coisa mais clara que posso lhe dizer é que NUNCA pense em tirar sua vida por razão nenhuma.
A nossa vida é o bem mais precioso que temos e razão nenhuma é suficiente para darmos cabo dela.
Um dia, quando você for adulta, talvez compreenda melhor a situação atual e até desculpe sua mãe que pode estar passando por algum problema de saúde, física ou mental.
O desespero é mal conselheiro.
Tente rezar sempre que as brigas apareçam e ´peça a Deus ajuda e o colo amigo da sua Mãe que está no céu, a Virgem Maria.
Procure-nos sempre que quiser um ombro amigo para conversar. Beijos

Anônimo disse...

oiiiiii eu falo com muita pena que minha mae me detesta, talvez por ela gostar do meu pai que se separou dela, ewstou triste com tanto odio

Liana Clara disse...

Cara anônima, com certeza sua mãe não te odeia, ela deve estar passando por uma fase difícil com a separação e infelizmente não está conseguindo aceitar a nova situação. E deve estar deixando você magoada e sem saber o porque dela descontar algumas coisas em você.
Tenha paciência e a trate com carinho, e com o tempo ela voltará ao normal com você e serão muito amigas.

Anônimo disse...

Meu filho de 7 anos, após apanhar por não querer tomar banho e escovar os dentes, me disse que não gostava de mim, e que me odiava, porque eu fazia com que ele tomasse banho. Bati nele depois de mais de vinte minutos de conversa tentando convencê-lo a tomar banho. Será que estou tão errada assim? Ele já não apanhava há mais de um mês, minha paciência se esgotou. Todos os dias de manhã ou de noite, na hora de tomar banho é uma luta, parece uma guerra...e quando eu não bato , mas obrigo-o a tomar banho ele chora de um jeito que parece que o mundo vai acabar, acho que os vizinhos pensam que espanco ele todos os dias. Descobri que às vezes em que não vigio o banho ele não se lava, tanto que está com uma frieira que já se alastrou pela sola dos pés, pois ele sua muito nos pés, nas mão e na cabeça. Não sei mais o que fazer. Doeu muito ouvir isso. Ele ainda disse assim "pode chorar, não estou nem aí"

Liana Clara disse...

Anônima, eu já vi e ouvi de tudo, e te garanto que esse rompante do seu filho é mais um jogo pra te comover e deixar ele fazer o que quer. Seja carinhosa , sempre, mas, não pode abrir mão de coisas importantes, inclusive para a saúde dele.
Ele pode dizer eu te odeio na hora da raiva, mas, mais tarde, entenderá que era para o bem dele.
Aproveite e se reavalie e veja se não está pegando duro demais em todas as coisas. Um bom exame de consciência ajuda nessas horas.
Só podemos ceder nas coisas que são temporais, as que podem variar; porém as coisas essenciais não devemos ceder nunca.
Por exemplo: Se ele não quer tomar banho as 5 da tarde, tudo bem, negocie um horário melhor, mas se não quer tomar banho dia nenhum em nenhum horário, aí não tem como ceder. A higiene pessoal faz parte da formação humana.
Espero ter ajudado de alguma forma, um grande abraço e visite-nos sempre.

Anônimo disse...

Meu filho de 12 anos diz que me odeia,porque não permiti que fosse jogar basquete com um amigo de 13 anos,de bicicleta ou skate, em uma quadra afastada de nossa casa(2 km) ,não poderia acompanhá-lo porque estou trbalhando e ele está de férias!
Clélia

Liana Clara disse...

Clélia, eles falam isso da boca pra fora, pra forçar uma barra conosco. Você agiu certo. Não leve muito a sério.

Anônimo disse...

Eu até não sei pq falo, minha mãe só fala "eu te amo" quando eu faço algo, meu pai n liga pra minha família, ele demonstra o "amor" dele trazendo comida na nossa mesa, n sou um mal filho, não respondo eles, limpo a casa todo dia, cuido da minha irmã e sobrinhos, n vou mal no colégio, mas pra eles nunca é o bastante poxa, eu me frustro com isso, mas guardo pra dentro de mim, n estou falando q sou um "santinho" todos temos nossas falhas, mas minha mãe nunca passou uma noite em claro pra saber aonde estou, hj a bomba estourou e eu falei q odeio ela e minha família e estou arrependido falei q ia embora de casa pq n aguentava mais, foi coisa de momento sab, mas ela chorou na minha frente e isso foi a pior coisa do mundo q eu poderia ver, sou mt orgulhoso pra pedir desculpas e n sei oq eu faço agora, acho q é melhor eu sair de casa :'(

Liana Clara disse...

Anônimo repense sua decisão. Os pais sáo seres humanos que podem errar e muito, mas amam seus filhos, apesar de seus erros. Muitas vezes não sabem demonstrar.
As vezes basta dizer: " Foi mal" que os pais vão entender e aceitar suas desculpas. E quem sabe toda essa explosão serviu para abrir um espaço para o diálogo entre vocês.
Não permita que uma briga passageira destrua o bem maior que você tem: A FAMÍLIA!
Visite-nos sempre e boa sorte.

Anônimo disse...

Já faz alguns anos que tento contornar a situação aqui em casa de total desrespeito comigo.
Eu sei que às vezes os genitores passaram por momentos difíceis e não sabem transmitir amor , mesmo recebendo.
E tudo isso dói e muito!!!
Liana Clara você sempre faz o rodeio para ajudar , o primeiro anônimo que disse que odeia a mãe e precisa ficar vigiando a avó... ele está sendo privado de viver as etapas da sua vida , sem dúvida ele precisa ajudar. Mas quando fazemos um desabafo é por que tudo já está fora do controle.
Sua mãe já ofendeu você com palavras de Baixão calão? Já quis matá-la com uma faca ?
O desabafo é quando estamos desesperados , quando nossas forças já foram embora , quando a Fé está desacredita...

Maite Tosta disse...

Olá anônimo/a do dia 24/7/14, meu nome é Maite Tosta, sou uma das editoras do Blog e pedi à Liana para responder ao seu comentário, tendo em vista a minha experiência familiar. Anônimo/a, não sei exatamente o que está passando, mas sinto a dor nas suas palavras quando diz "isso dói e muito". Isso dói justamente porque amamos nossa mãe - não a odiamos. Se odiássemos, as atitudes dela não nos magoariam tanto. O que dói é perceber que a pessoa que mais deveria nos amar não o faz, ou pelo menos age como se não nos amasse... Sim, o desabafo é fruto do desespero. Mas não desespere, anônimo, se precisar conversar deixe aqui o seu email que não publicarei, entrarei em contato com você. O mais legal de pertencer a essa grande família de Deus é que quando as nossas forças acabam, quando nossa fé falha, podemos contar com a ajuda dos muitos irmãos, que nos acolhem, confortam e sustentam, com palavras, atos e orações. A partir de hoje estou rezando de forma especial por você, anônimo/a. E se lembrar, reze por nós também, para que possamos cumprir nosso objetivo de ajudar famílias por esse Brasil afora. Sinta-se abraçado/a virtualmente!

Anônimo disse...

Sou Alice , Tenho 4 filhos, 3 meninas e 1 menino ,que hoje são todos adultos , formados, e vidas bem sucedidas, t todos com

Sou Alice! tenho 04 filhos , 03 m3ninas e 01 menino que nasceu mal e ficou 10 dias na UTI, hoje, todos estão formados, pós graduados , casados, e com suas vidas bem sucedidos.
Nunca fomos um casal harmonioso, houveram fatos muito fortes em nossas vidas. Meu marido era um ditador dentro de casa, apesar de prover todas as despesas sozinho ( eram 04 ccças), estudaram es boas escolas particulares, na medida do possível não faltava o nescessario , vestimentos, uniformes, materiais escolares, por mtas vezes, os pgts das escolas atrasavam, enfim....
Éramos muito novos , e na medida do possível , foi o que pudemos dar! Sempre, desde o inicio de nossas sempre fui
tratada com desdém , ironia, sarcasmo, e agressão verbal e corporal tbém .Meus filhos viram muitas coisas.....que nunca saíram de suas mentes. Tenho alguns lances de memória que consigo ver nitidamente os olhos deles , em muitas situações! Teve uma vez que todos estávamos todos prontos para a missa , e meu marido mandou que eu desse uns 5 passos atrás, e disse: Com esse vestido vc não vai, ele está meio transparente qdo vc anda. mas não com o tom de vóz normal,..... foi quase gritando, e esboçou me agredir..... Meu Deus ! Meu filhinho de 5 anos teve uma crise de choro e não pudemos maias sair de casa, minhas meninas tinham 13, 12, mais ou menos, e pequena tinha uns 3 .Se eu for contar tudo que passei e continuo passando, vai ter que ser um livro.
Isso tudo provocou um grande prejuízo na vida deles, Todos, tem problemas , e não são fáceis, Desde TOC, bipolarismo, Depressão crônica e Quase esquizofrenia.
Mas a dor e arrependimento que carrego é tão grande que não tenho vontade nenhuma de viver!....Também cometi erros, e assumo que deveria ter dado outro desfecho na nossa historia, mas faltou apoio, coragem , e sabedoria, porque ele usava do poder, e o poder é nojento ! Sim sou culpada pelos meus filhos serem pessoas insensíveis e egoístas . Cada um na sua ...
Mas o pior de todo esse caos , é que elas me odeiam, sim, me odeiam declaradamente,
e por mais que tentem não conseguem me enxergar como mãe, e duas delas tem filhos, pelos quais sou insanamente apaixonada , A mais velha dos netos tem 19 anos e cursa medicina vet.
uma Delas já declarou que por mais que ela tente, ela não consegue ao menos "Admirar" quanto mais amar.... e só respeita porque somos velhos, e que vamos ter um fim de vida mto triste, principalmente Eu..
Moramos longe , eu no Sul e duas delas no M.T, O máximo pqe posso vir são 3x por ano, pq temos negócios e com 60 anos ainda trabalho!
A filha mais nova que mora na minha cidade, passa até 6 meses sem vir na minha casa
o único que nos dá atenção é o meu filho, mas mesmo assim é cheio de problemas, é Bipolar, baixo -estima, mas é uma bênção !
Já tenho calos nos joelhos, e se existe uma pessoa castigada , essa pessoa sou Eu, a vida não teve consideração comigo ! nem justiça ! Esperei demais, fui covarde , agora,
que tenho certeza do que eu represento tanto na família, qto pro marido, e para o mundo, é só uma questão de oportunidade ! Abço









m

Liana Clara disse...

> Olá Alice
Em primeiro lugar sinto muito por sua família ter chegado a esse ponto.

Não tenho dados suficientes para opinar na sua situação, só posso ser solidária a você e pedir a Deus que tenha misericórdia de todos e que faça com que vejam a verdade e se arrependam uns com os outros.
O perdão é muito importante. O culpar-se não leva a nada se não for seguido do perdão
.
Todos erramos, uns mais outros menos, mas o importante é seguir lutando, caindo e levantando, sempre há tempo para corrigir o rumo das nossas vidas.

Se seu marido ainda é vivo, aproveite para conversar com ele, com calma, com carinho e também reze muito por ele. Para que cheguem juntos a um acordo de se reabilitarem com os filhos e mesmo que não consigam, pelo menos tentem.

Os filhos, depois de adultos são responsáveis pelos seus atos, não podemos passar a vida inteira culpando nossos pais por nossas atitudes ruins de depois de adultos. Infelizmente passaram por uma vida difícil de convivência familiar, mas isso não quer dizer que não possam abrir seus corações a bondade e a caridade e perdoarem seus pais. Se, hoje estão formados, casados, bem sucedidos, mostra que vocês tiveram uma parte nesse sucesso todo. E, o fato de você ter aguentado tudo, e permanecido casada, não é razão para odiá-la. Você fez tudo em função deles mesmos, para que tivessem um lar, seu objetivo era acertar.

Pra quem acredita, eu sugiro uma boa confissão, com um sacerdote que vá falar fundo em seu coração.

Procure-nos sempre, o nosso blog está sempre se atualizando, com novos assuntos de interesse da família.

Um grande abraço e coragem nessa luta.
Liana

Anônimo disse...

Bom dia...
tenho uma filha hoje com 15 anos... sou mãe solteira e sofri muito com toda essa situação. sempre cuidei da minha filha sozinha, pois o pai sempre foi muito ausente em todas as questões financeira e também com a convivencia com sua filha. Passei por muitas dificuldades., até fome já cheguei a senti, mas não deixei faltar para minha filha. Muitas vezes quando menor ela perguntava se eu não ia comer e eu dizia que não estava com fome e que comia depois. era mentira..comia as sobras dela sem ela perceber.. Ela nunca ficou sabendo disso.trabalhava o dia inteiro e só chegava à noite. Até aos 11 anos era uma menina doce, amorosa, carinhosa comigo e a partir dos 12 anos tudo começou a rebeldia, e nossa relação está péssima. Nos estudos ano passado foi muito mal, mas passou de ano e este ano ela não quer que tenha nenhuma participação em suas atividades escolares, porque diz que não a deixo viver sua vida e então não quer que eu participe de nada. ela quer é sair pra baladas... e como acho que ainda não é hora, ele se revolta. mesmo assim ainda vai a shopping com amigas, mas não é suficiente. Uma vez disse que me odiava... sofri tanto com isso pois nunca pensei ouvir isso de minha filha... hoje ela diz que sou mente pequena,fechada, que eu preciso evoluir,, e para tudo tem uma resposta na ponta da lingua e às vezes não sei nem o que dizer.. e me sinto um lixo... onde foi que eu errei... Ela diz que eu não a conheço, que essa pessoa que está aqui em casa não é ela.... que somente as outras pessoas a conhecem,, que não me conta nada de sua vida, que nunca vou saber de nada.... sou uma estranha para ela.. já tentei dialogar sobre isso também mas ela não dá abertura para uma aproxmação... e não sei mais o que fazer... me ajudem, por favor

Liana Clara disse...

Cara anônima, não sei muito o que te dizer, além de que a oração é a melhor arma para resolvermos esses problemas mais difíceis.
Acredito que com o tempo ela vá vendo o seu esforço por querer sem uma mãe amiga e que as sensoras são para o bem dela.
Peço que leia os comentários acima e veja se algo pode te ajudar.
Visite-nos sempre que quiser.

Anônimo disse...

Bem, meu caso sou a mae. Acho q todo oq podia fazer pela mim na filha eu diz. Claro sem lote éramos em algo, mas dediquei ao maximo o q pude para terem tudo. Amor estudo dedicação avos maravilhosos e um pai q só gostava da mais velha. A mais nova sempre desprezou. Hoje somos separados de uma forma cruel, pois ele simplesmente odeia a mim e as meninas, mas por interesse tentou se recomunicat c a mais velha de 21 anos e eles sempre me odiou, acho q me culpa pela separação. Todos dado culpados, mas foi ele q me traiu a vida inteira e vai ser casar c uma moca de 24 anos e ele c 51 e eu e q sou culpada na cabeça dela. A mais nova de 18 não esta nem ao para ele. A mais velha me traiu como se eu fosse um verme. Deu um testemunho, declaração para ele colocar num processo contra mim, dizendo q os bens são deles e não vindos de meus país. Fiquei louca e expulsão de casa e meus pais também, e disse p morar c o psi dela, mas ele e esperto. Ele não quer, só quer jogar e ela não vê isso. E no fim co vinha morando co migo, claro quem aguenta senão a mãe? Eu não aguento mais. Tanta traição. Só fala comigo com aspereza e eu também. Já expulsei varias vezes de casa e não sai. Se ela se arrependesse , mas não, cada dia mais arrogante . estou enlouquecendo. Claro q a amo e já a perdoei, mas ela tem q ter castigo. Estou dando desprezo. O q faco? Estou c vontade de sumir deste mundo de Tanta traição.

Liana Clara disse...

Anonima, sinto muito por tudo o que está passando. Peço que leia os comentários acima, já tivemos muitas conversas sobre este ódio descabido. Não sei mais o que lhe dizer que não seja: Reze! O poder da oração é tudo o que precisamos. E outra coisa a dizer é: PACIÊNCIA, porque o tempo de Deus é diferente do nosso e Ele sabe mais, antes e melhor do que nós.
Visite-nos sempre. Todos os dias temos novos assuntos no blog.
Um grande abraço

Anônimo disse...

Há muitos anos sofro muito e omito quase tudo que meu filho ( hoje um homem) faz, a forma como me trata. Quando ele era criança era muito carinhoso e atencioso comigo.Até seus 23/25 anos ele era muito legal comigo. Eu não sei se foi porque não consegui pagar os poucos anos de faculdade dele e então ele teve que trabalhar dobrado. Então ele de uns anos para cá é intolerante comigo, muito crítico, distante, não quer conversa e age de forma a me desprezar.Certa vez cheguei a pensar q ele estava usando drogas, mas constatei q nunca ele nem experimentou sequer.Eu choro muito escondida, sinto uma enorme dor na alma e fico me perguntando: por q , por q, por q ? Já tentei várias vezes conversar com ele, mas ele se nega, se impõe de uma maneira autoritária, colocando distância. Fico lembrando como ele era, como tínhamos uma boa convivência e atualmente é um estranho para mim. Dói muito ter apenas um filho e já perto da velhice receber essas atitudes.

Liana Clara disse...

Não imaginava que este texto fosse dar tantos comentários, quando escrevi me referia a filhos adolescentes, não pensava que acontecesse também na idade adulta, e com tanta frequência.

Já descartei vários comentários, por conter termos inadequados ao que o blog se propõe.

Todos podem usar os comentários para desabafar, para opinar, mas não aceito agressões.

O ódio é um sentimento muito forte e difícil, muito diferente de desprezo,de esquecimento ou de desapego.

Quando um filho não procura seus pais ou vice versa, não quer dizer que o odeie. As vezes são circunstâncias complicadas que levam a isso, mas não quer dizer que tenham ódio.
Vamos aprender a separar os sentimentos e a ser mais tolerantes com nossos filhos ou nossos pais.

Anônimo disse...

Boa noite.muito triste ouvir isso de um filho...continuarei comentando minha historia apos verificar q meu no e nao aparecera

Liana Clara disse...

Anônimo os comentários que não aparecem, normalmente têm alguma coisa ofensiva ou desagradável que passa dos limites deste blog. Não publicamos também quando a pessoa nos pede que não publique por alguma razão particular.
Visite o restante do blog e verá muitos outros assuntos sobre família.

Anônimo disse...

Oi gente sou fernanda . ENTÃO minha mãe n gosta de mim . GOSTA mais de minhas irmãs , ela fala q n me quer na cs dela . Q é pra eu ir morar com meu pai . EU n vou por causa da minha irmã q gosta demais de mim . EU passo por uma fase muito difícil . VEJO as mãe das minhas amigas fazendo papel de mãe . queria saber oq é amor de mãe !! :(

Liana Clara disse...

Que história triste Fernanda. Eu lamento muito saber que uma mãe não ama seus filhos.
Não a conheço , porem chego a pensar que possa servalguma doença. Quem sabe com o tempo ela muda.
De qualquer maneira tente mudar você. Seja carinhosa com ela, mesmo que ela não ligue. Você estará fazendo a sua parte.
Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura. Lembre sempre deste ditado.
Boa sorte e visite sempre o nosso blog.

Anônimo disse...

LIANA PRECISO DE UMA AJUDA ESTOU MUITO TRISTE AMO MUITO MINHA FILHA .MAS A 4 MESES MEU MARIDO FALECEU ELA BRIGOU COM IRMÃOS COMIGO .TA DIFICIL FAZER ELA VOLTAR A UNIAO NA FAMILIA FALO COM ELA ME TRATA COMO SE EU FOSSE UMA ESTRANHA AS PALAVRAS DELA MACHUCAM MUITO NAO SEI MAIS O QUE FAZER AS VEZES EU TB FALO DURA COM ELA MAS N CHEGO A MACHUCAR TANTO QUANTO ELA AMO DEMAIS ESSA FILHA COMO TODOS SOFRO A PERDA DO MEU MARIDO QUE NOS AMAVAMOS MUITO UM AO OUTRO VIVI 50 ANOS COM ELE MAS perdi ele pra sempre e ela se afastou da familia por uma briga banal nrezo todos dias pra Deus me ajudar Nossa senhora nossa mae .mmas toda vez q falo com ela pra conversar com irmãos vir me ver ela me ataca n sei mais o que fazer.. me sinto culpada mas fiz tudo que pude pra criar com boa educação tem uma boa faculdade é muito inteligente mas tem um genio dificil rancorosa ta chegando dia das maes queria reunir meus filhos junto ela tb mas so rancor estou desistindo de fazer almoço no dia das maes to querendo ficar sozinha num lugar desaparecer sem falar nada to mto triste o q mais queria era ver todos juntos se ela n vir vou ficar pior me ajude de uma força uma palavra que faço? ??? Bj obrigada

Liana Clara disse...

Anônima, sua situação é difícil, precisa descobrir o que desencadeou todo esse ódio na sua filha.
Imagino que todos os filhos devam ser adultos. Por conseguinte uma reunião entre todos valeria a pena.
Quanto ao almoço do dia das mães eu deixaria que os filhos organizassem.
Caso ela não compareça você tente agir com naturalidade e receba bem o carinho dos outros.
Os outros filhos não podem perder seu carinho e sua atenção, porque uma resolveu brigar com você.
Com calma e com tempo você vai conseguir reatar esses laços na família.
É importante rezar, pedir a Deus luzes para que você veja como agir.
Pense que dia das mães é todo dia. Que essa comemoração é apenas mais uma. Receba o que vier dos outros filhos com bastante carinho. Não entregue os pontos.
Nos mães temos que ser fortes como os carvalhos. Que entortam mas não quebram.
Um abraço e visite-nós em outros textos.

Anônimo disse...

Gostei de seu comentario muita sabedoria vou fazer o q falou ;; sim meus filhos sao adultos eles os homens estao organizando o almoço .. estou tentando ser como carvalho mas tem horas q desmorono e fico isolada tenho muita fé n quero ter depressão pois meu amor por todos me segura sinto muita falta do meu amor q partiu numa viagem sem retorno vou esperar então Deus e o tempo vamos ver volto a falar com vc se n te incomodar boa noite feliz dia das maes

Postar um comentário