logo

quinta-feira, 30 de abril de 2015

Homenagem a uma pessoa que tanto amo - um exemplo de vida

Por Carol Balan

A mãe do meu pai era aquela avó com tudo que uma avó tem que ter: Fazia comida gostosa, dava doce e/ou dinheiro pra comprar doce, era fofa de abraçar, tinha uma casa com quintal maravilhoso pra brincar.

Também era excelente para dar conselhos, ouvia a todos e sempre procurava entender o problema. Ela sempre queria que todos estivessem unidos e bem, então se preocupava em fazer de tudo para a família estar unida.

Por exemplo, quando ela presenciava uma briga entre minha mãe e eu, depois que as coisas se acalmavam, ela vinha falar comigo, dizia pra eu não falar assim com a minha mãe, que devia respeitá-la e coisas assim. Eu ficava brava, resmungava com ela, mas acabava concordando. Anos depois, descobri que ela fazia o mesmo com minha mãe, dizia para ela ter paciência, que criança/adolescente é assim mesmo e por aí vai.

Quando tinha aniversário, ela ligava para o aniversariante logo cedo, para dar parabéns e já certificava que teria bolo à noite. Em seguida, ligava para as outras noras, lembrava que era aniversário do fulano e avisava que à noite ia ter bolo. Dessa forma, ela sempre garantiu que a família se mantivesse unida, pois estávamos sempre juntos nas datas importantes. Além disso, isso virou tradição pra mim: não deixo passar um aniversário sem bolo e parabéns!

Ela foi uma pessoa incrível, sempre amou demais sua família, fez de tudo para que todos sempre estivessem juntos e essa foi uma das lições mais importantes que ela me ensinou!

Essa semana, no dia 28, ela completaria 98 anos! Já faz 14 que ela se foi, mas tudo que ela nos ensinou irá nos acompanhar para sempre e por isso lhe sou eternamente grata! Parabéns vó Lydia!

5 comentários:

Jaqueline Melo disse...

Que texto lindo e emocionante! Relembrei a minha vovozinha! Que saudade da minha avó!

Liana Clara disse...

Também lembrei da minha avó. Como as avós são importantes na educação dos netos, com seus bons exemplos e seu carinho de avó.
Carol que bom você ter tido uma avó tão sábia.
Vale a pena lembrarmos dessas coisas que nos ajudaram a sermos um pouquinho melhores.

Carol Balan disse...

Obrigada Jaque! Dá muita saudade mesmo!!

Liana, os avós são realmente muito importantes! Mesmo fazendo "coisas erradas" como mimar os netos, dar doce quando a mãe fala pra não comer e essas coisas de vó, a sabedoria deles nos é passada de maneira muito eficiente e acabam nos educando sem que tenham intenção de fazer isso!!

Patricia Carol disse...

Xiiiiiiiii! Acho que apagou sem querer o comentário que acabei de enviar...depois eu olho, e se não aparecer mesmo, mando este com meu grande abraço a você, Carol e à sua lindinha Vó Lydia lá no Céu, esperando por todos nós algum dia unidos a ela!

Elisabete Maria Gaban Passalacqua disse...

Que lindo, Carol! Ela era mesmo tudo isso e um pouco mais. Uma mulher simpática, carinhosa, humana e adorada por todos, um exemplo a ser seguido, pois era uma guerreira, nunca deixando sua humildade de lado. De nossa parte, devemos seguir seu exemplo e ter sempre guardadas no coração as lembranças tão gostosas dos momentos que passamos com ela, desse modo ela sempre estará viva entre nós! Bjs

Postar um comentário