logo

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

VALE A PENA CONTINUAR CASADOS? Uma ótima reflexão

Texto de: Stephen Kanitz é administrador por Harvard

Meus amigos separados não cansam de me perguntar como eu consegui ficar casado trinta anos com a mesma mulher. As mulheres, sempre mais maldosas que os homens, não perguntam a minha esposa como ela consegue ficar casada com o mesmo homem, mas como ela consegue ficar casada comigo.
Os jovens é que fazem as perguntas certas, ou seja, querem conhecer o segredo para manter um casamento por tanto tempo.

Ninguém ensina isso nas escolas, pelo contrário. Não sou um especialista do ramo, como todos sabem, mas, dito isso, minha resposta é mais ou menos a que segue.

Hoje em dia o divórcio é inevitável, não dá para escapar. Ninguém aguenta conviver com a mesma pessoa por uma eternidade. Eu, na realidade, já estou em meu terceiro casamento - a única diferença é que me casei três vezes com a mesma mulher. Minha esposa, se não me engano, está em seu quinto, porque ela pensou em pegar as malas mais vezes do que eu.

O segredo do casamento não é a harmonia eterna. Depois dos inevitáveis arranca-rabos, a solução é ponderar, se acalmar e partir de novo com a mesma mulher. O segredo no fundo, é renovar o casamento, e não procurar um casamento novo.

Isso exige alguns cuidados e preocupações que  são esquecidos no dia-a-dia do casal. De tempos em tempos, é preciso renovar a relação. De tempos em tempos, é preciso voltar a namorar, voltar a cortejar, voltar a se vender, seduzir e ser seduzido.

Há quanto tempo vocês não saem para dançar? Há quanto tempo você não tenta conquistá-la ou conquistá-lo como se seu par fosse um pretendente em potencial? Há quanto tempo não fazem uma lua de mel, sem os filhos eternamente brigando para ter a sua irrestrita atenção?

Sem falar nos inúmeros quilos que se acrescentaram a você, depois do casamento. Mulher e marido que se separam perdem 10 quilos num único mês, por que vocês não podem conseguir o mesmo?
Faça de conta que você está de caso novo. Se fosse um casamento novo, você certamente passaria a freqüentar lugares desconhecidos, mudaria de casa ou apartamento, trocaria seu guarda-roupa, os discos, o corte de cabelo e a maquiagem. Mas tudo isso pode ser feito sem que você se separe de seu cônjuge.

Vamos ser honestos: ninguém agüenta a mesma mulher ou marido por trinta anos com a mesma roupa, o mesmo batom, com os mesmos amigos, com as mesmas piadas. Muitas vezes não é sua esposa que está ficando chata e mofada, são os amigos dela (e talvez os seus), são seus próprios móveis com a mesma desbotada decoração.

Se você se divorciasse, certamente trocaria tudo, que é justamente um dos prazeres da separação. Quem se separa se encanta com a nova vida, a nova casa, um novo bairro, um novo círculo de amigos.

Não é preciso um divórcio litigioso para ter tudo isso. Basta mudar de lugares e interesses e não se deixar acomodar. Isso obviamente custa caro e muitas uniões se esfacelam porque o casal se recusa a pagar esses pequenos custos necessários para renovar um casamento.

Mas, se você se separar, sua nova esposa vai querer novos filhos, novos móveis, novas roupas, e você ainda terá a pensão dos filhos do casamento anterior.

Não existe essa tal "estabilidade do casamento", nem ela deveria ser almejada. O mundo muda, e você também, seu marido, sua esposa, seu bairro e seus amigos. A melhor estratégia para salvar um casamento não é manter uma "relação estável", mas saber mudar junto.

Todo cônjuge precisa evoluir, estudar, aprimorar-se, interessar-se por coisas que jamais teria pensando fazer no início do casamento. Você faz isso constantemente no trabalho, por que não fazer na própria família? É o que seus filhos fazem desde que vieram ao mundo.

Portanto, descubra o novo homem ou a nova mulher que vive ao seu lado, em vez de sair por aí tentando descobrir um novo e interessante par. Tenho certeza de que seus filhos os respeitarão pela decisão de se manterem juntos e aprenderão a importante lição de como crescer e evoluir unidos apesar das desavenças. Brigas e arranca-rabos sempre ocorrerão: por isso, de vez em quando é necessário casar-se de novo, mas tente fazê-lo sempre com o mesmo par.

(www.kanitz.com.br) Editora Abril, Revista Veja, edição 1922, ano 38, nº 37, 14 de setembro de 2005

37 comentários:

Anônimo disse...

Ainda não sou casado, mas o texto Stephen Kanitz trás uma importante reflexão!

Liana Clara disse...

Caro anônimo, este texto nos faz ver a importancia de se estar sempre se renovando dentro do casamento. Buscando conhecer sempre mais o outro e com isso amar cada vez mais. Diferenças sempre existirão, mas o importante é não perder o foco no objetivo: Manter vivo o amor de um pelo outro. E a saber que este troca troca não leva a nada, a nenhuma realização maior. Boa sorte para seu futuro
Casamento é uma arte, precisa de constante treino e exercício de valores.

Anônimo disse...

Texto muito bom caiu como uma luva sobre o momento que estou vivendo. Obrigada pelas suas palavras.

Liana Clara disse...

Temos novos textos sobre o assunto.
Vejam um da série de entrevistas sobre casamentos que dão certo:

http://www.negociosdefamilia.com.br/2010/04/para-viver-um-grande-amor-2-casal-m-e-j.html

Anônimo disse...

MINHA ESPOSA SEMPRE FOI MUITO CIUMENTA. E OS CIÚMES SEMPRE DESGASTARAM O NOSSO RELACIONAMENTO..CHEGANDO AO PONTO DE PERDER A PACIÊNCIA E TERMOS SERIAS BRIGAS. E EU SEMPRE TENTANDO SUPORTAR, BUSCANDO MANTER O AMOR E A CONVIVÊNCIA. AGORA ELA DIZ QUE SENTE UM VAZIO E QUER SE SEPARAR. ELA MORA LONGE DA FAMÍLIA E SENTE SAUDADES DE ONDE MORAVA, ISSO TAMBÉM DIFICULTA E MESMO PROPORCIONANDO MAIS VISITAS A SITUAÇÃO PIORA.
ENTÃO PAREI, PENSEI, DEVO ESTAR SENDO TRAÍDO, PERGUNTEI A ELA, MAS MANIFESTA TOTAL AVERSÃO A TRAIÇÃO, ENTÃO ESTOU TENTANDO RENOVAR O CASAMENTO, A CORTEJANDO, E ELA PARECE ESTAR FAZENDO CHARMINHO E AS VEZES É SECA E DEMONSTRA TOTAL FALTA DE SENTIMENTO POR MIM. TEMOS TRES FILHOS. E ONDE MORO EXISTEM MULHERES LINDAS E ELAS ESTARIAM ACESSÍVEIS, CASO ME SEPARASSE. MAS QUERO TENTAR COM A MINHA ESPOSA. O QUE DEVO FAZER PRA RECONQUISTA-LA...SOU BONITO E NÃO DEIXO A DESEJAR SEXUALMENTE. PRECISO RENOVAR O GUARDA ROUPAS E AS PIADAS. AMIGOS TAMBÉM..E QUE MAIS DEVO FAZER..

Liana Clara disse...


Caro Anônimo, como não conheço você, e nem estou dentro do seu relacionamento familiar, fica muito difícil de opinar. Porém, posso lhe dar algumas ideias por onde começar a resgatar seu casamento. Sempre vale a pena tentar.
Você deve pesar bem algumas das seguintes coisas:
1 - O que fez ela se apaixonar de início? E veja o que mudou radicalmente deste começo.
2 - Um conselho que recebi a muitos anos a trás: Faça uma lista das qualidades dela e dos defeitos ao lado. E depois peça para que ela faça uma lista das suas qualidades e seus defeitos - e em seguida , tentem ter uma conversa a dois, sobre as coisas da lista, que mais incomodam. E a partir daí, façam propósitos concretos para mudar. Porque o casamento, é bom que ambos saibam disso: é uma luta diária para a conquista do outro. Renovando-se a cada momento.
3 - Melhorar o cuidado com você - roupas, cabelo, unhas, higiene, ...
4 - Atenção maior aos filhos - casamento é uma dedicação total a família.
5 - A atração sexual do casal, começa no bom dia pela manhã - não é só feita de sexo a noite. Logo, a delicadeza e o carinho precisa ser em todos os momentos, para haver atração maior entre os dois.
Espero que tenha ajudado e que você volte ao nosso Blog com boas notícias.

edivaldobp disse...

faz pensar pelo outro lado da moeda.

Anônimo disse...

o que se resume no casamento é primeiramente a intensidade do amor, e depois a vontade ter querer ficar junto!! quando a gente quer a gente tem, não adianta nada eu querer ter um novo marido se eu não for uma nova mulher!!

Anônimo disse...

Descobri que meu esposo tinha uma amante a dez anos. Briguei e acreditava que não estavam mais juntos. De dois anos pra cá vi que a coisa era séria, pois quis sair de casa várias vezes. Nessa semana falou que vai embora e que gosta dela, porém me enviou esse site. Pena que foi só hoje, pois vejo carinho em seus olhos por mim, mas amor nas palavras dele por ela. Ficará a experiência para outra oportunidade.

Liana Clara disse...

Cara anonima de 27/5 nao desista wind nao. Tents maid ima vez.
Quem sabe ele deu essa dica porque espera ainda que voce faca album esforço Para lutar pot ele.
Quem quer ir embora vai e nao fica anunciando.
Lute ate onde puder pela sua familia.
Nao desista antes de ter acabado de fato.
Estamos a sua disposicao Para outras conversas.
Boa sorts

Liana Clara disse...

Desculpem me os muitos erros acima. Estou escrevendo no celular e no escuro. So Li depois que enviei.

Anônimo disse...

Meu Deus!! Só vi essa reflexão hoje, mas que linda verdade, perfeito, profundo e de uma rara sabedoria! Palavras direcionadas pela boa, perfeita e agradável vontade do Pai(Deus). É isso que Deus requer de nós coragem para superarmos os obstáculos, os avessos que nos deparamos. Por isso somos aconselhados; SEJAM FORTES E CORAJOSOS, NÃO PASMEM E NEM SE ESPANTEM!!! A você parabéns por esse lindo texto! Que Deus em Cristo Jesus continue lhe abençoando.

Anônimo disse...

Estou passando por uma fase ruim no meu casamento, meu marido não demonstra sentir tanto prazer por mim, já peguei diversas vezes ele assistindo canais de porno, e várias vezes me deixou na cama para fazer o mesmo. Pergunto a ele mas me nega tudo, agora não quero mais tentar é horrível passar por tudo que estou passando, pedi o divórcio, mas ele não quer é dar e nem quer me deixar ir embora, diz me amar muito e não quer me perder.

Liana Clara disse...

Anônima, sua fase ruim pode passar, só depende de você se entender com você mesma. Não vai ser um texto de um blog que vai mudar suas ideias e suas resoluções. O que vcs precisam é sentar pra conversar, desarmados.
Largar o orgulho e os ressentimentos de lado, procurar o eu de cada um de quando se casaram e se AMAVAM.
Espero que consiga uma solução feliz para o seu casamento.
Beijos

Anônimo disse...

Sou casado ha 17 anos. Agora me apaixonei por outra mulher. Nesses 17 anos sempre busquei fazer a felicidade da minha mulher e filhos. Agora encontrei a felicidade e o amor que ha muito não sentia. Mas me sinto pressionado a deixar de viver esse amor para manter o casamento e não trazer infelicidade a familia.

Liana Clara disse...

Caro anônimo, dificilmente você será feliz com essa nova mulher. Essa sua busca pela felicidade será a sua ruína. Nesses 17 anos, com certeza você foi feliz também e agora, vendo o tempo agir em sua esposa, acha, se ilude que a outra será a sua felicidade eterna.
Será sim o início de uma busca sem fim. Vá por mim, não conheço sua esposa, nem sua família, mas com certeza você pode investir um tempo com eles e ressuscitar esse amor, desta que já lhe conhece e esta tendo uma verdadeira história de vida com você.
Cuidado para não estragar tudo. Pois essa com que você esta namorando, não demonstra ter um caráter muito firme, visto que esta com um homem casado, e, se faz com um , pode fazer com outro e outro.
Como não os conheço, estou falando no genérico, com o que costumo ver nos casais que se separam e vão a busca da felicidade com outro.
Espero que pelo menos reflita no que esta lendo aqui.

Piola disse...

Bem acho que sou mais uma em milhões de pessoas a ter problemas no casamento, estou muito triste com tudo que está acontecendo com o meu casamento,estamos casados há 8 anos mais parece que já tem uns 30 anos , vivemos numa rotina absurda brigas e mais brigas nada concordamos um com outro ;de uns dias pra cá ele começou a fazer coisas que eu não gosto ,será que ele não dar mais impotência para nosso relacionamento?
Sei que ainda gosto muito dele pois sinto falta de estar com ele,pois ele decidiu separar de quarto e estamos praticamente separados , não sei o que fazer, será que já não o tempo de terminarmos?
Quero que ele seja feliz , mais parece que a felicidade dele e estar longe de mim, já pensei em ir embora pra perto da minha família pois estou sofrendo muito, me ajuda !♥

Liana Clara disse...

Piola falo de coração aberto. Tenho 41 anos de casada.
A vida de casada não é um mar de rosas. Tem muitas lutas. Posso te garantir que os primeiros anos são os mais difíceis.
Existem várias crises num casamento. E vc está na época da crise dos 7 anos.
Parece brincadeira , mas não é, nem crendices.
Repara que até os eletrodomésticos da sua casa começam a dar pane. Precisam de reparos. É o desgasta natural
Invista no seu casamento.
Aprenda que o mingau se come pelas beiradas. E não pegamos moscas com fel.
Faça planos a médio e curto prazo para reconquistar seu marido.
Lute pela sua família. Se tem filhos, mais razões tem.
De qualquer maneira lute, tenha em mente que vcs se amavam quando casaram e esse amor não morre. Pode ressurgir das cinzas.
Estou a sua disposição sempre que quiser uma palavra amiga.
Não sou velha, rsrsrs tenho experiência de vida. Casei com 19 anos e meu marido com 32. Diria que os 12 primeiros anos foram de muita luta. De aprendizado de um com o outro.
Tenha fé e reze para ver o que é melhor para se fazer.
Cuidado com o ciúme. É o pior conselheiro.
Um abraço e pode me escrever para meu e-mail. lianaclara.oliveira@gmail.com

Carol Souza disse...

Liana,boa noite!Li atenciosamente cada palavra escrita nessa página.Cada comentário escrito aqui tbm. Vejo que não sou a única e nem serei a última a ter problemas no relacionamento. Sou casada a 4 anos e estamos juntos a quase 11 anos.E temos um filho lindo que no próximo dia 28 ele completará dois aninhos.Desgastamos muito o nosso casamento,com mentiras,magoas,tristezas,traições. No último dia 29 de dezembro resolvi sair de casa por n. motivos,quis dar tempo ao tempo, que ele parasse para refletir no que estava acontecendo conosco. Aonde estávamos errando.Porém ele entendeu tudo errado(tbm não expliquei na hora),agora ele me disse q não me ama mais, que não quer voltar, que quem saiu de casa foi eu. Mais em determinas conversa ele demonstra completamente ao contrario.Não casei para me separar e tão pouco quero o divorcio. Ja terminamos nos separamos outras vzs, mais nunca por tanto tempo como agora. Achei q meu amor por ele tinha acabado, mais depois q assisti o filme quarto de guerra, vi q eu estava é colocando as frustrações, as magoas, as raivas na frente e não enxergava de jeito nenhum o amor na qual me uniu a ele. Agora não sei o que faço,pois ele continua dizer que não sente mais nada por mim,mais como já disse, em determinada conversas ele demonstra ao contrario. Fico na dúvida se vale a pena insistir,se vale apena lutar, se vale a pena engolir a seco as palavras duras q ele diz ...

Liana Clara disse...

Carol, o texto não é meu, mas é um ótimo texto para reflexão.
Não se deixe levar pelo desânimo, nem pela conversa de muitos. Vá fundo, tente o mais que puder para acertar sua vida com seu marido. Ponha todos os meios. Pelo menos esse peso não será levado com vc se as coisas não se acertarem.
Vou ficar aqui torcendo por você.
Caso vc tenha uma fé, uma religião, reze, fale com Deus e peça que ajude vocês nesse reencontro. Para o bem do casal e do filho de vocês.
Um abraço e dê notícias assim que puder.
Liana

Anônimo disse...

Concordo com a reflexão acima, já havia lido e compartilhado com meu marido no FB em outra oportunidade, na esperança de melhorarmos juntos, sem sucesso, acho que ele nem leu. Apesar de concordar acho muito difícil seguir o que diz o texto, principalmente quando o desejo por mudança é unilateral. Como sempre, ele não deu a menor atenção. Sou casada a 16 anos, temos 2 filhos, um de 13 anos e outro de 3 anos. E a luta é contínua, a crise dos 7 anos parece não acabar mais... Já tentei participar com ele em dois grupos de casais, SeM sucesso. Me sinto triste, frustrada, abandonada. O relacionamento dele com os filhos é péssimo, Já tentei inúmeras vezes conversar com ele, sem sucesso. Ele diz que ainda me ama, mas acho que ele está acomodado, nem sabe o que é amor, pois não cultiva, é grosso, estúpido, ignorante, infantil. Nosso casamento está permeado de desentendimentos, não tenho prazer na vida a dois, 99% do tempo estamos infelizes, já pensei em divórcio, várias vezes, já até procurei advogado, mas não tive coragem de dar continuidade. Sinto-me sem esperança, prisioneira de uma situação sem saída, condenada para o resto da vida a um mundo preto e branco. Interpretando estar bem na frente dos filhos e desabando em outros momentos, não converso sobre isso com ninguém, VC é a primeira pessoa que tive coragem de conversar, talvez por ser anônima, ou talvez por ser desconhecida. Não tenho a menor intenção de conhecer outra pessoa para me relacionar, pois acredito e observo que todos os homens são iguais e quando pensei em separar, pensei em ficar só, acompanhada apenas por meus filhos, enquanto o tempo permitir, depois quando esses seguirem seus caminhos, meu destino seria esse: ficar só, talvez por isso me faltou coragem, ou talvez, por orgulho, pois minha vida inteira luto para vencer e separar seria uma derrota. Aí mesmo tempo penso que poderia melhorar o relacionando dele pelo menos com os filhos, que sentem falta do carinho e atenção de um pai.

Liana Clara disse...

Cara anonima, mude vc. Seja muito carinhosa, lembre-se de que já o amou um dia. Que ambos se amaram é isso só precisa ser reavivado.
O tempo é cruel com todos.
Vou dizer um ditado que minha mãe costumava dizer quando alguém vinha lhe dizer que ia se separar :" ruim com ele , pior sem ele"
Não conheço vcs dois, mas quando penso que algo deve mudar, começo por mim. Além de rezar, pedir a Deus ajuda.
Tenho 41 anos de casada, 9 filhos, a vida é fácil? Com certeza não. Mas vale a pena tentar.
Meu marido e eu nos amamos apesar dos anos, do tempo inexorável, das lutas diárias, das alegrias e das tristezas.
Não desista dele e nem da sua família.
Beijos
Da próxima vez se apresente a nós.

Anônimo disse...

Oi, Liana. Pode me chamar Ellis. Obrigada por responder meu comentário.
Realmente, o tempo é cruel!!! Conheci meu marido e me apaixonei por ele assim que o vi, namorados 3 anos, ele era romântico, atencioso, amável, um doce de pessoa. Depois que nos casamos ele foi mudando, da água para o vinho... Hoje, não o conheço mais, nem sei mais o que sinto por ele.
No decorrer do casamento tentei de tudo para agrada-lo, mas nada adiantava. Depois que tivemos o primeiro filho ele competia absurdamente sua atenção e até hoje com 13 anos que o menino está, as vezes discutem tanto que parecem irmãos. Ele ofende, briga, coibe, ameaça e maltrata o filho... Não aguento mais ver isso. Já tentei conversar com ele inúmeras vezes sem sucesso... Ele simplesmente me ignora, não me ouve. Parece que não me suporta mais, nem o filho.
Ele demonstra falta de paciência, infelicidade, está sempre desmotivado, desanimado, mal humorado, pessimista, nada está bom, tudo é uma droga... As vezes, pareço uma palhaça tentando agradá-lo, ele me despreza... Sinceramente, do fundo do meu coração, não queria me separar, mas penso: Será? Ruim com ele pior sem ele? E a auto estima dos filhos? Estou criando dois homens, que vão achar que é normal tratar as pessoas assim. Será que não seria melhor eu terminar de cria-los sozinha?
Meu marido não tem vergonha, faz escanda-lo na rua, briga com os vizinhos, as vezes sinto vergonha, outras tenho medo.
Tem madrugadas que acordo com ele em pé olhando para mim, será que sou tão ruim assim?
Sabe, já mudei muito para tentar agrada-lo, mas aí chega uma hora que nem eu sei mais quem sou.
Desculpe o desabafo...
Bjs e Parabéns pelo seu casamento! Te admiro!!!

Liana Clara disse...

Oi Ellis, aproveita e visita o blog em outros textos, você verá que temos muitos assuntos interessantes sobre família.
Sinta-se em casa.
Vocês dois construíram uma família juntos que começou muito bonita. Em algum momento houve algo que fez com que ele, ou os dois começassem a se desinteressar.
É deste ponto que estou falando, é difícil encontrar o fio onde está partido. Mas, quase sempre tem conserto.
Muitas vezes não depende de nós a mudança, mas em outras vezes quando mudamos, quando tomamos atitudes positivas, conseguimos mudar o resto a nossa volta.
Seus filhos verão em você uma mulher forte que conseguiu transformar um caldo ruim, num consomé de primeira.
Os filhos aprenderão que mesmo com um pai ruim, fraco, grosseiro, eles puderam ter uma educação primorosa, porque você priorizou na sua vida eles.
Não é uma escolha fácil, sempre existirão escolhas pra você fazer ao longo da sua vida. Mas, sem uma orientação positiva, sem uma formação boa espiritual, vai ficando cada vez mais difícil de escolher
O mundo está cheio de gente nos puxando pra baixo, para ficar ao nível delas. Não permita que isso aconteça na sua vida e de seus filhos.
Bem, estamos aqui para conversar sempre que quiser.
Tem o fale conosco no blog que pode falar por e-mail tb. Fique a vontade, e seja bem vinda!

Anônimo disse...

Muito obrigada! Foi muito útil sua orientação, era o que eu precisava. Vou colocar Deus no comando, estava tentando resolver sozinha...

Anônimo disse...

Estou precisando muito de ajuda. Tenho 20 anos e conheci meu marido com 15 estudávamos juntos e começamos a namorar. A princípio a família dele era um amor, após alguns meses percebi que minha cunhada era uma megera, briga com todo mundo da família dela e eu viriei mais um alvo claro. Mas ela faz a cabeça das tuas contra mim e 3 anos depois engravidei e casamos e ai meus tormentos so pioraram. Mudamos de estado e mesmo assim ela continua me infernizar mandando mensagens em redes sociais, do então que Resolvir excluir todas. Meu marido fala pra eu não se importar mas não da, estou cada dia mais infeliz, acordo todos os dias com um peso sobre mim, a vontade de dizer tanta coisa a ela e nunca abri a boca pra nada. Ouço tudo calada e isso afeta meu casamento, pois meu marido acha errado eu me importar com as coisas que ela faz e fala... So queria ter paz, cuidar do meu esposo e filha. Mas não aguento mais. Estou em desespero. Se alguém porder me ajudar agradeço muito

Liana Clara disse...

Cara anónima , acredito que por sua pouca idade, o peso das palavras dos outros a incomodem tanto. Com o tempo vc vai tirar de letra esses comentários maldosos da cunhada e de outros.
Sabe, a idade nos ensina muitas coisas. E para aprendermos a sobreviver e lutar pela nossa família que é nosso maior bem, vamos aprendendo a sair pela tangente e a tirar o foco que damos a essas pessoas ruins.
Tenta esquecer que ela existe, ignore, toda vez que vir algo que ela escreva, reze por ela. Pede a Deus para esquecer dela e para perdoa-la.
Com o tempo você verá que ela vai cansar de te fazer de alvo. E verá que vc foi superior e não se igualou a ela.
Não deixe nunca isso ser motivo de desavença com seu marido.
Sua família merece esses cuidados. Não deixe que isso seja motivo para você se afastar de seu marido. Sua filha e vcs dois não merecem isso. Preze esse bem maior que vocês têm. A família.
Um grande abraço e visite-nos sempre.

Anônimo disse...

Sou casada a 4 anos juntos a 13 e um filho de 4.. No final do ano passado meu marido começou a me tratar estranho grosserias em em outubro saiu de casa e novembro me contou que foi morar com outra tentei voltar e perdoar mais a ferida estava imensamente aberta briguei todos os dias..e os pais dele a favor da amante..nunca gostaram de mim segundo meu marido pq me acham fresca..ser quieta tímida na sua virou fresca..enfim...ele não aguentou a pressão e pensou minha mulher não vai perdoar já que fiz a merda fico com a merda mesmo e os pais dele apoiando ele voltou e ficou de Janeiro até final de março com essa amante..porém sempre mevfalabdo que estava infelizmente que se sentia um assassino enfim apoa muito conversar decidimos começar só zero..mudamos de cidade ele pediu aa contas de 8 anos de empresa não está falando com os pais e nem irmã..a mulher infernizou de todas as formas ameaçou a ele a aos meus pais.. E agora está dizendo que está grávida decsete meses postando no Facebook fotos.. E a irmã e a mãe dele apoiando essa safadeza.. Sinto não ter forças a for de ser traída e imensa um homem que sempre ajudei sempre fiz TD meu pai sempre ajudou.. Agora um filho fira do casamento sempre que eu olhar verei o fruto da traição.. Ele me disse que o máximo que vai fazer pagar pensão se ela acionar..ele não quer registra pois disse a ela que não queria filhos até mesmo pq eu e ele estávamos em processo de divórcio ela engravida no mesmo mês que volta Janeiro está nítido que foi golpe da barriga.. Já sofri demais sobre isso não quero nem me envolver pois o estou sofrendo muito ela é tipo de mulher inferniza ainda mais com a mãe e irmã apoiando ela .. Meu marido me disse Deus deu uma nova chance é não vou desperdiçar eu errei e admito meu erro falou que ela é de balada barzinho fuma e bebe.. Eu sou o oposto.. Me abra uma luz me ajudem o que eu posso fazer para essa dor e angustiada passar.. Tenho 31 anos e ele 30 ..a amante 36 e já é divorciada a tempos..me ajudem

Liana Clara disse...

Cara anônima. Você vive com seu marido desde muito jovem. Com certeza já passaram muitas coisas juntos. Esses quatro anos de casados foi apenas um complemento na vida de vocês.
Esse filho que vocês têm juntos é uma das razões para que busquem reacender esse amor que um tem pelo outro.
Ficar remoendo o passado dele com a outra mulher não vai ajudar em nada nessa reconciliação.
Não basta perdoar, também precisa apagar do relacionamento de vocês esse tempo de desavenças.
Como não conheço você, e nem estou dentro do seu relacionamento familiar, fica muito difícil de opinar. Porém, posso lhe dar algumas ideias por onde começar a resgatar seu casamento. Sempre vale a pena tentar.
1 - O que fez ele se apaixonar de início por você ? E veja o que mudou radicalmente deste começo.
2 - Faça uma lista das qualidades dele e dos defeitos ao lado. E depois peça para que ele faça uma lista das suas qualidades e seus defeitos - e em seguida , tentem ter uma conversa a dois, sobre as coisas da lista, que mais incomodam. E a partir daí, façam propósitos concretos para mudar.

No casamento, é bom que ambos saibam disso: é uma luta diária para a conquista do outro.
3 - Melhorar o cuidado com você - roupas, cabelo, unhas, higiene, ...4 - Atenção maior aos filhos - casamento é uma dedicação total a família.
5 - casamento não é só feito de sexo. Logo, a delicadeza e o carinho precisam ser em todos os momentos, para haver atração maior entre os dois.
Lute pela sua família. Vale a pena.
Vença seu orgulho, vença o incomodo da outra perturbando.
Invista em vocês.
Sempre que precisar pode nos procurar aqui no blog.
Espero que tenha sido de alguma ajuda.
Um grande abraço Liana

Anônimo disse...

Obrigada pelas palavras Liana muito bom quando alguém nos responde ..me faltam forças pois como disse meu marido Facebook serve tanto para o bem como para o mal..a fulana está postando tudo e com apoio da mãe e irmã.
Estamos bem na medida do possível ele melhor do que pois está bem decidido sobre a escolha que fez..acabei de descobrir que estou grávida falha da pílula.. Ele é meu filho estão felizes e querem uma menina..fico pensando pq Deus além da traição a vinda de um filho bastardo... Mais bola para frente um dia essas angústias mágoas vão cessar e irão embora..um dia volterei a ser aquela menina feliz e cheia de sonhos que fui um dia..

Liana Clara disse...

Anônima em primeiro lugar: Parabéns pelo novo filho que vem aí! Deus dá sempre um consolo nas nossas dificuldades. Pense nisso.
Fiquei muito contente por vocês estarem juntos e buscando a felicidade no dia a dia. Um grande abraço e continue nos visitando Liana

Anônimo disse...

Boa tarde . Estou casada faz 3 anos, altos e baixos passamos, hora por minha culpa hora por culpa do meu parceiro. No comeco do casamento era muito ciumenta e controladora. Aprendi a respeita-lo, a entender suas necessidades, mas não tenho tido muitas expectativas boas com esse relacionamento. desde o começo foi sempre briga, quando completamos 2 anos melhoramos. Mas ultimamente tenho visto que temos brigado muito novamente. Antes eu tinha olhos apenas para ele. Passei por um tratamento psicológico. E hoje não sinto que seja recíproco o sentimento. Fico observando como nunca observei . Acho que quem sempre quis permanecer neste relacionamento foi eu, várias vezes eu o segurei para não ir embora. Hoje não faria isso. Hoje eu tenho a vontade de ir. Deixar pra trás tudo.

Liana Clara disse...

Anônima de três anos de casada, vocês casaram na igreja? Vcs já tem algum filho?
Fica muito difícil dar algum conselho quando não sabemos quase nada do casal.
Procure uma pessoa de sua confiança e converse com ela. Abra a situação.
Nunca se deixe levar por palpites na internet. Esse caminho é muito vago. Porque muitas vezes os conselhos ou sugestões não são as melhores para cada um de nós. Justamente por não nos conhecerem bem. Também tem o lado de não sabermos quem é essa pessoa que está nos orientando.
Caso você tenha uma religião, reze antes, entregue seu assunto a Deus. E busque alguém de muita confiança, sensata que possa te ajudar.
Boa sorte para vocês no casamento. Que você é seu marido possam se entender e se amar cada vez mais.

Anonimo disse...

Olá sou casada a 2 anos e 6 meses nao temos filhos eu tenho 23 anos e ele 24 e ao total estamos quase 5 anos juntos, nosso namoro foi maravilhoso os melhores momento da minha vida, agente sempre foi mto compreensivo um com o outro era difícil de brigar porém ele sempre foi de guarda as coisas pra Ele,então pra ele falar algo que não gostou era mto difícil,nós casamos e somos evangélico e quando agente estava com um ano de casamento ele reclamou pra mim que não estava feliz pois só fazíamos as minhas vontades e perguntei quais era as vontades dele e ele me falou que queria sair pra barzinhos,baladas e shows comigo isso me deixou espantada pq ele sabia que isso pra nós nao era certo, expliquei pra ele e em algumas coisas q vi que eu era muito autoritária fui mudando ,fui deixando ele tmb falar o que queria. Porém nao ajudou muito quando entramos no ano de 2016 ele mudou completamente não me procurava mais estava um homem totalmente fechado queria fazer as coisas do jeito dele e se eu nao aceitasse ele fazia do msm jeito, parou de ir pra igreja e começou a me deixa sozinha foi ai que perguntei pra ele o que estava acontecendo e ele me falou que me enganou todo esse tempo de relacionamento que ele sempre foi alguém que ele nao era, só fez isso pra mostrar que era alguém especial diferente pra mim e que agora nao queria viver só pra mim e sim pra ele foi ai que ele saiu de casa foi pra shows balada ficou com mulheres e eu em casa orando pra Deus fazer da vontade dele ,nesse tempo q ele saiu de casa ele nao conseguia fica muito longe de mim vinha em casa sempre com alguma desculpa e no fim resolvemos voltar porém do jeito q ele estava pq ele nao queria fingir novamente, aceitei pq o amo e era melhor ele comigo assim do que por aí fazendo cagadas.Voltamos e tudo q ele queria fazer ele me chamava e eu as vezes ia pra agrada-lo mas somente eu estava agradando ele nao fazia nada por mim e começou a sair sozinho com os amigos me deixava sozinha em casa foi horrível, e novamente ele decidiu sair de casa ,dessa vez ele saiu e ficou duas semanas longe e depois voltou dinovo pedindo perdão que ia voltar pra igreja que ia parar de beber que ia ser tudo diferente eu boba acreditei e adivinha passou duas semanas ele começou a mudar novamente e comentou dinovo comigo em sair de casa insisti muito pra ele nao fazer isso pq dessa vez eu ia procurar o divórcio mais msm assim ele nao tava nem aí, como ele tava sem lugar pra ir pq estava brigado com a mãe dele ele continuou em casa mais me tratando super mal, seco , nao falava cmg foi ai que passou um tempo e fui mexer no celular dele e vi msg dele com outras meninas foi o fim pra mim ,brigamos e mandei ele sumi da nossa casa ele saiu faz uma semana q ele saiu e eu já fui atrás do divórcio porém ele está no meu pé dinovo pra volta e eu estou decidida que nao quero mais ja marquei nosso divórcio para o dia 30 desse mês, alguns amigos que sao amigos fiéis diz pra eu nao fazer isso ,porém eu já cansei de dar chances e ele so me fazer de boba, gostaria de saber c vc pode me aconselhar?

Liana Clara disse...

Cara anônima de dois anos e meio de casada.
Não sou nenhuma conselheira matrimonial, entendo apenas do meu casamento que já tem 42 anos e meio.
Não é fácil estar casada. Mesmo. Mas vale a pena se empenhar.
No seu caso vc parece que está se empenhando. Mas seu marido tem um comportamento bem duvidoso e pelo que li deixa a desejar na fidelidade.
Se vc fosse casada na igreja católica, seu casamento seria nulo visto que ele declarou falsa identidade de pessoa ao casar. É o sacramento não teria validade.
Como são evangélicos não sei como é a jurisdição.
Procure se informar a respeito com seu pastor.
Desejo que você acerte sua vida. Você é muito jovem e tem bastante força para lutar e acertar da melhor maneira.
Visite sempre o nosso blog
Liana

Anônimo disse...

Primeiramente, parabéns pelo blog, não o conhecia.Casei-me há 3 meses e descobri que minha esposa toma medicação para ansiedade e depressão (3 medicamentos) e faz terapia agora. Ela já saiu de casa uma vez por 15 dias, pediu divórcio e depois voltou arrependida querendo reconciliar - assim fizemos. Mas não sei o que ocorreu, parece que fiquei " traumatizado" com as coisas que passei, ouvi ( muitas humilhações), inclusive na presença dá familia dela.tenho medo de confiar nela novamente. Confiei coisas muito íntimas a ela e esta usou isso na discussão em frente a familiares dela. Agradeço pela atenção.

Liana Clara disse...

Caro anonimo, fico contente que tenha gostado do blog. Visite outros textos sobre casamento e família. Acho que vai encontrar muitas outras ideias para refletir sobre esses assuntos.
Não conheço vcs e não tenho como ajudar. Mas, gostaria de saber se vcs não namoraram muito tempo, a ponto de não saber antes do casamento sobre essas medicações da sua esposa?
Casamento com falsa identidade é caso de nulacao.
Tb não sei se são casados na igreja católica.
Outro dado importante é saber o qt vcs se amavam antes de casar?
Sabe , o amor se cultiva, a cada dia. Não é tarefa fácil. Tem que se querer.
Quem casa com a ideia de que casamento é para toda vida, com certeza vai lutar mais para que assim o seja.
São muitas as indagações que vc precisa se fazer.
O diálogo entre vcs precisa ser aumentado e vcs precisam confiar um no outro.
Espero ter sido de alguma ajuda.
Visite-nós sempre.

Postar um comentário